Menos solavancos, mais risco, mais futebol, mais golos.

No texto em que abordei o clássico, referi-me a um jogo com pouca qualidade, com pouca inteligência para ligar os ataques. Um jogo muito mais assente nos traços físicos e na conquista de espaço aos solavancos, do que propriamente no recurso ao pensar.
No jogo que garantiu o apuramento do FC Porto para os oitavos, ocorreram vários lances diferentes, para melhor.

Mais risco ou coragem, referente sobretudo às opções de Sérgio Conceição na fase onde se começa a definir a toada do jogo. Na primeira fase defensiva, o FC Porto voltou a pressionar com dois avançados, projectando um médio centro (Herrera) para apertar médio defensivo contrário, organizando linha média em losango, com apenas um médio (Danilo) próximo da linha defensiva:

Recorde a alteração que promoveu para o clássico, referenciada no post do FC Porto vs Benfica, e que acabou por não “empurrar” para trás a equipa encarnada desde o início:

Mas, não foram somente defensivas e de posicionamento as alterações no FC Porto.

Ofensivamente, algumas tomadas de decisão diferente na forma como ligou os ataques, promovendo um jogo mais apoiado, sem saltar fases, conquistando espaços um por um, até chegar a zonas de finalização, ao invés de promover mais bolas longas e duelos entre os da frente, para ficar em espaços mais adiantados.

Alguns exemplos do video ajudam a explicar o que é o atacar de forma inteligente. Fase por fase, conquista de espaço por espaço, até chegar às zonas adiantadas.

Mais risco na fase defensiva, ataques mais ligados, logo menos solavancos, mais futebol traduzido em mais golos. Foi assim o apuramento do FC Porto para os oitavos da Liga dos Campeões.

Nota ainda para no primeiro golo francês, o facilitismo no posicionamento dos médios azuis (Danilo sobretudo, mas também Herrera), que se paga mais caro na Liga dos Campeões, e para o posicionamento estratégico de Brahimi. O argelino não fecha espaço defensivo com bola no lado oposto, ficando mais adiantado no campo à espera de uma recuperação para ser a referência para primeiro passe e sair em ataque rápido.

Sérgio Conceição troca assim a perfeição no controlo defensivo do jogo, por um posicionamento do seu ala que lhe permita ser mais efectivo aquando do momento em que recupera a bola.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3309 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. O que achaste do reyes? Acho o tão superior ao Felipe quando a equipa tem a bola.

    É bem menos forte nos duelos, mas confesso que não sei quem escolheria para parceiro do Marcano

    • na primeira passagem por cá, tinha muito erro… não sei como estará agora… foi só um jogo. Sim, o Felipe abusa muito das más decisões com bola nos pés… mas defensivamente não tem erro…

  2. Se fosses treinador e tivesses um central como o Felipe, como é que o protegerias quando a equipa tem a bola? Tirava-lo completamente da primeira fase de construção?

    • na verdade não me parece muito difícil mudar o perfil de decisões… mais do que o erro técnico, é a má tomada de decisão… era só insistir para meter menos bolas longas… creio que já ajudaria a mudar

  3. Maldini, viste bem a equipa do Mónaco?! Contra o Benfica mesmo em serviços mínimos, o Porto foi correria do Marega e pouco mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*