Três jogadores a seguir na Argentina em 2018

Dario Benedetto

O avançado do Boca Juniors não tem a morfologia habitual dos homens de área. Não é particularmente alto, tão pouco robusto. É porém, muito rápido a mover-se, e tem um gesto técnico soberbo no momento da finalização. Mais forte, ou com classe a desviar do guarda redes, Dario encontra sempre forma de finalizar com sucesso.

Benedetto é ao mesmo tempo um avançado móvel, e alguém que aparecendo na grande área, mesmo que fisicamente menos imponente que o habitual em homens de área, tem sempre impacto pela forma como descobre e adivinha o timing para surgir a finalizar.

Aos vinte e sete anos, chegou recentemente à selecção da Argentina, e mantendo o nível deverá marcar presença no Mundial. O que no meio das opções para as posições mais adiantadas da equipa de Messi, é qualquer coisa de importante.

Cristian Pavón

Aos vinte e um anos, Pavón já é uma certeza no país das pampas. Depois do percurso pelas selecções mais jovens, chegou no ano transacto à selecção principal da Argentina.

No Boca actua preferencialmente como extremo direito. Veloz quer a executar quer na passada, é um desequilibrador nato, com capacidade quer para provocar oposição em fases mais recuadas, quer para no último passe, colocar quem finaliza em condições óptimas.

Ainda à procura de se tornar ele próprio um finalizador de excelência, capaz de aproveitar com maior assertividade a forma excelente como se desmarca para receber próximo da baliza adversária.

Qualidade técnica e uma irreverência tão própria dos jovens jogadores argentinos, são marcas de quem não tardará a chegar à Europa.

Santiago Cáseres

Aos vinte anos é já uma certeza do Velez. O médio defensivo que tem como referências Toni Kroos e Sergio Busquets, cresceu fora das selecções jovens, mas conseguiu rapidamente conquistar o seu espaço na Liga Argentina.

Não muito alto, mas forte fisicamente, combina a competência defensiva, com a qualidade ofensiva, bem expressa na forma como decide e coloca o pé esquerdo na bola. À qualidade de passe que lhe permite roubar e sair a jogar lançado ataques rápidos prometedores, combina uma tomada de decisão própria dos médios mais recuados que pretendem dominar o jogo ofensivo.

Surge na linha dos bons médios defensivos argentinos que antes do mais têm critério e qualidade no gesto, com bola no pé.

Também Cáseres não deverá ficar muito para além de 2018 no campeonato argentino.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3166 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*