Curtas da estreia portuguesa no Mundial

Portugal's Cristiano Ronaldo scores his side's second goal during the group B match between Portugal and Spain at the 2018 soccer World Cup in the Fisht Stadium in Sochi, Russia, Friday, June 15, 2018. (AP Photo/Francisco Seco) Russia Soccer WCup Portugal Spain
  • O instinto e capacidade finalizadora de Cristiano Ronaldo a permitirem a Portugal trazer pontos na estreia portuguesa no Mundial;
  • Portugal em 4x4x2 clássico em organização defensiva com um bloco médio/baixo, procurando controlar e condicionar a construção espanhola numa primeira fase para depois pressionar em zonas mais intermédias ou baixas, para depois de recuperar sair de forma vertical;
  • Apenas em transição ofensiva para ataque rápido ou contra ataque é que Portugal criou problemas à Espanha, sobretudo com as ligações verticais ou em Cristiano ou em Gonçalo Guedes. Faltou claramente definir melhor no último terço;
  • Espanha com muitos jogadores fora do bloco português e em zona de construção, retirando algum protagonismo aos seus centrais. Porém, a forma como ligam o jogo de forma curta e associando-se uns com os outros, permitindo criar superioridades numéricas em zonas de criação, criaram problemas ao sector defensivo português;
  • Dinâmica do corredor esquerdo espanhol a criar muitos problemas à organização defensiva portuguesa. Iniesta a iniciar a construção, permitindo a subida de Alba no corredor à largura e Isco entre linhas. Do lado direito, dinâmica inexistente e muito previsível. Aos movimentos interiores de Silva, Nacho não acompanhava com a mesma assertividade e qualidade à largura, com Koke demasiado afastado para se associar;
  • Muitas dificuldades de Portugal em organização ofensiva, em ataque posicional. Às dificuldades técnicas e de decisão dos seus defesas centrais, Pepe e José Fonte, ao posicionamento demasiado paralelo de William e João Moutinho, faltou também maior paciência em zonas de segunda fase de construção e criação para trabalhar a bola e desposicionar a equipa espanhola na sua organização defensiva.
  • Primeiro jogo, primeiro hattrick do Mundial. Obra e graça de Cristiano Ronaldo, quem mais?

Voltaremos ao jogo com uma análise mais detalhada.

José Carlos Monteiro
Sobre José Carlos Monteiro 47 artigos
Treinador de Futebol, Uefa B, com percurso e experiência em campeonatos nacionais nos escalões de formação. Colaborador como observador e analista em equipas técnicas na Primeira Liga. Alia a paixão pelo treino e pelo jogo à analise de jogo.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*