Benfica para a Liga Europa

As escolhas são naturalmente altamente subjectivas por não ter acesso a qualquer dado – Fadiga, e próprio rendimento em determinadas posições de determinados jogadores – que eventualmente no treino já tiveram oportunidade de passar e demonstrar ao treinador se estão ou não preparados. Mas, desafio-vos a fazer também o vosso onze do Benfica para logo.

Eis o meu:

Vlachodimos

Diogo Gonçalves – Creio que já todos percebemos que é a única possível salvação da posição de lateral direito no Benfica, e mesmo que ainda tenha dificuldades – que as terá concerta… é altura de crescer – Errar fará parte, mas tem potencial para crescer sobre esse erro e resolver o problema encarnado em algum tempo. Esconde-lo eternizará o problema.

Otamendi

Vertonghen

Nuno Tavares – Grimaldo está de regresso, mas sem treinar, talvez não seja prudente a utilização do espanhol e… há Braga no fim de semana.

Weigl – Perde muito defensivamente para Gabriel. Mas perante uma equipa como a do Rangers, tudo o que o Benfica não deverá querer é ter um jogo que ande para trás e para a frente, em função de demasiadas perdas. Weigl não tendo o andamento e a capacidade de recuperação do brasileiro, poderá trazer calma ao jogo ofensivo e permitirá instalar a equipa alta no terreno, para melhor transitar defensivamente.

Chiquinho – Não sei se estará preparado para ser médio centro num sistema só de dois. A três é óptimo. Tem qualidade técnica elevadíssima, é muito inteligente, tem habilidade motora e faz a equipa jogar com as suas decisões. As dúvidas são apenas sobre o comportamento defensivo. Gostava de ver para avaliar!

Luca – Sobre a direita. Treinou nessa posição, fez amigáveis ai jogando, e porque quem joga sobre a direita, em ataque posicional aparece no corredor central, não perderia preponderância ofensiva entre linhas. O extremo do corredor direito, não tem como função “ganhar a linha”. Além de que haveria a chegada de Diogo em toda a profundidade.

Everton

Gonçalo Ramos – A acompanhar Darwin. Tem a competência defensiva que deleita Jorge Jesus – É tremendo na pressão, passada larga e agressividade que lhe permite fechar de forma competente todo o espaço defensivo. Com bola simplifica e é uma enorme mais valia em zona de finalização – Então respondendo a cruzamentos…

Darwin

Já és nosso Patrono? Já somos mais de 400 ❤️?⚽️
Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3758 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

5 Comentários

  1. Acho que meteria o Rafa na direita em vez do Luca. também gostaria de ver o Chiquinho e o Gonçalo Ramos na equipa com mais regularidade, mas não me parece que isso vá acontecer. Parece me que JJ apostará sempre primeiro em Seferovic. E um meio campo com Weigl e Chiquinho seria sempre um meio campo com pouca capacidade física, ainda por cima para defrontar uma equipa que provavelmente terá melhores argumentos nesse campo.

  2. Gosto desse onze. Devido a fadiga apenas trocava o everton pelo rafa. De resto mantinha esse onze.

    Agora, qual será o onze que JJ vai utilizar? Quer-me parecer que irá jogar Jardel, taraabt, e Seferovic, pelo menos. E mesmo o Gilberto, penso que o JJ o irá colocar.
    Mais logo veremos.

  3. 11 perfeito. Mais seria se ainda houvesse Florentino para a posição 6, que aliava as qualidades de Weigl e Gabriel num só jogador.

  4. Maldini, continuas a tentar a chamar a atenção para os valores ainda não utilizados, sejam os desaproveitados – Chiquinho -, ou por aproveitar – G.Ramos. Bem hajas por isso.

    Só mesmo numa situação dramática poderá JJ reconsiderar. Estamos a caminhar para lá.

  5. Esta é uma nota de âmbito geral: jogar com um distribuidor que gosta de manter a bola no pé durante algum tempo, ao invés de o fazer com um toque rápido, para fazer os companheiros brilhar, acaba por não apenas ser menos futebol, enquanto jogo de equipa (a chamada inteligència em movimento), mas permite menos a evolução, envolvimento e entusiasmo dos companheiros. Acho muito limitativo o uso de maestros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*