Só se não quiseres, Ninja.

white corner field line on artificial green grass of soccer field

“Não posso consentir que ele corra quaisquer riscos. Se pudesse, colocá-lo-ia numa redoma de vidro”.

Seis anos volvidos à pública demonstração do quão decisivo Derlei se tornara na equipa de José Mourinho, e com lesões, troféus, golos e passagem pelos rivais de Lisboa pelo meio, o Ninja pensa em terminar a carreira.

Entrega, disponibilidade física, inteligência e um querer, acente no seu enorme profissionalismo fazem de Derlei uma referência incontornável na última década no futebol português.

Se no FC Porto almejou troféus e notoriedade, no Sporting, e apesar de a sua carreira já ir longa, conseguiu tornar-se no melhor complemento que Liedson teve.

A lamentar, somente a breve passagem pelo SL Benfica. A sua débil, à data, condição física, associada à escassez de oportunidades, impediram-o de triunfar. A certeza, porém, de que teria, assim desejasse, qualidade suficiente para integrar o plantel de qualquer um dos clubes portugueses na época vindoira.

Neste momento, um término na carreira, justificar-se-ia, somente, pelo desejo de não querer continuar.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2364 artigos
Criador do Lateral Esquerdo, é também professor no Estádio Universitário de Lisboa. Treinador de futebol, tendo almejado diversos titulos nacionais. Experiência como coordenador de futebol formação e palestrante em diversas Faculdades de Desporto. Autor do livro "Construir uma equipa campeã" da editora PrimeBooks.

1 comentário em Só se não quiseres, Ninja.

  1. Obrigado pela visita lá no Benfica à Benfica. Este blogue está muito bom, grande escrita e preocupação em discutir racionalmente futebol.
    Continuem assim.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*