Maxi depois de Veloso

white corner field line on artificial green grass of soccer field

“O joelho de Maxi Pereira estragou o verão a 6 milhões de portugueses”. A frase é da autoria de Leonor Pinhão.

Cresci com Veloso a defesa direito e / ou esquerdo de um SL Benfica (1980 a 1995, ou seja nos meus primeiros 16 anos de vida) repleto de grandes jogadores. Mas, a Veloso nunca vi um drible, não recordo uma assistência, nem tão pouco um golo, além de que desde os seus 25/26 anos, era tido como “velho”. Na escola, os intervalos / recreios eram passados, ou a desancar em Veloso (exercício muito bem cumprido pelos adeptos do Sporting), ou sem saber como o defender (tarefa impossível, a cargo dos adeptos do Benfica, lá está).

Hoje, o lugar de defesa direito do SL Benfica é de Maxi Pereira, um uruguaio que se tem revelado perfeito na ocupação dos espaços, bem como no cumprimento de todos os outros princípios defensivos do jogo. Tem denotado ser veloz q.b., e suficientemente agressivo, abegnado e astuto para, por um lado não se deixar bater pelos adversários, e pelo outro, não andar a bater em tudo o que mexe (incluindo a sua própria sombra).

Parece ser, claramente, e até à data, o defesa de maior rendimento e utilidade do SL Benfica (e, exceptuando o fenómeno que foi Miguel, provavelmente o melhor defesa direito pós Veloso). No entanto, apesar de já o ter sido visto a marcar um golo, continuamos sem ver um drible, um toque de calcanhar, ou um pontapé de bicicleta! Para completar o ramalhete, há ainda aquele sinal na face, extremamente parecido com o, do agora benfiquista, Emplastro!

Quão difícil deve continuar a ser a vida dos adolescentes benfiquistas na escola!

Texto datado de Outubro de 2008. Quando, tal frase, proferida por Leonor Pinhão, seria impensável.

P.S. – O SL Benfica perdeu, por dois meses, o seu defensor com mais qualidade. Na Eusébio Cup, frente ao AC Milan, percebeu-se bem, a falta que fará…

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2936 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

5 Comentários

  1. Maxi é um excelente jogador. Uma das grandes percas do Benfica , mas o que eu mesmo quero falar é do patric. É um jogador que tem falta de talento, inteligencia, e deus sabe la mais o que. So me pergunto como é possivel um jogador daqueles chegar ao benfica?? Serao os empresarios? Negocios? Pq nao acredito que tenha sido por escolha tecnica.

  2. O Maxi já driblou, aliás driblou dois ou três adversários duma só vez na sua estreia pelo Benfica contra o Nacional na época 2007/2008, tendo depois sofrido um penalty, penso eu. De qualquer das formas era a jogar como médio, e a lateral subscrevo todas as qualidades que lhe foram apontadas.

  3. O Maxi é um bom lateral, mas penso que há algum exagero nos elogios. Está longe de ser perfeito em termos posicionais e esse é até o seu principal defeito. O ano passado, por exemplo, revelou bastantes problemas a esse nível. No entanto, é um jogador maduro, rápido, concentrado, que num esquema em que se pede aos laterais para subir pode ser muito útil. O que acho, porém, incrível é a diferença de tratamento que tem em comparação com o Shaffer. O argentino também não é perfeito a defender, revelando ainda alguns problemas a nível posicional, mas a atacar é um jogador extraordinário e não tenho dúvidas que, não se apostando nele, perder-se-á muita coisa. Em primeiro lugar, percebe, como mais nenhum lateral em Portugal, a importância de jogar para dentro, para os médios. Raramente faz um passe comprido pela linha, passes que dificultam sempre a recepção. Joga invariavelmente para dentro, de modo a reiniciar o processo ofensivo, é bom tecnicamente, potente e, ao que parece, incomparável a cruzar. Faz-me alguma confusão, neste momento, que Jesus ainda tenha dúvidas em relação a ele. Quanto ao Patric, acho-o, para já, horrível. Mas tem uma coisa boa e que é o ponto de partida: a sua primeira opção é sempre interior. Se perder os nervos, se lhe ensinarem a ocupar correctamente os espaços e se ganhar calo, pode melhorar. É que tem o mais importante: percebe que o papel de um lateral não é fazer com que a bola continue nas faixas, mas sim voltar para dentro. Passando a tomar boas decisões e, sobretudo, a tomá-las nos timings correctos e aprendendo a colocar-se defensivamente, poderá crescer.

  4. Em termos defensivos, o Maxi parece-me bastante mais competente que o Shaffer.

    Mas, estaria confiante de q o argentino e tb Patric acabarão por evoluir bastante. E sim, o Shaffer tem um potencial… como nc pensei.

    "Com Jesus, vai evoluir imenso" disse Amorim, relativamente ao Patric.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*