Aimar-te assim perdidamente. Crónica de uma inesquecível primeira vez.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Ponto Prévio. Este texto poderá não estar ao alcance de todos. Se percebe, ou tenta perceber o que é um jogo de futebol, continue. Se porventura crê que o argentino deve ter o seu espaço reduzido no Benfica, talvez não seja recomendável continuar a leitura.
Agosto de 2008. Minuto 40. SL Benfica – Feyenoord. Ataque rápido conduzido por Aimar, desde o corredor lateral esquerdo, até ao central. Situação de igualdade numérica. Urretaviscaya não percebe como resolver a situação e permanece a correr ao lado do astro argentino. Este, enquanto conduz a bola, gesticula, indica-lhe o caminho a seguir. Urretaviscaya desmarcasse pelas costas de Aimar (conforme sábia sugestão de Pablo), arrastando consigo um defesa do Feyenoord, garantindo mais espaço no corredor central, espaço esse, aproveitado por Aimar para servir de bandeja Cardozo. Foi esse o momento que percebi quem é Aimar.
Sim, já tinha visto golos, assistências e incríveis dribles. Já tinha visto resumos e videos no Youtube, mas nunca tinha percebido realmente quem era Aimar (e acredito que muito poucos já tenham percebido).
Aimar é tudo isso, mas tudo isso é pouco para o descrever. Aimar demarca-se de tantos outros pela forma como interpreta o jogo e pela velocidade a que o faz. Em Guimarães, independentemente da dificuldade do gesto técnico (passe de letra), impressiona a velocidade com que Aimar decidiu. Mais do que a beleza estética que empresta ao jogo, Aimar vale pelas suas decisões. Sabe sempre qual a melhor opção a tomar e tem capacidade técnica para a por em prática. Dos seus pés, a bola sai sempre para onde deve sair e sempre bem redondinha.
Imaginar uma equipa com 11 jogadores com este nível de compreensão do jogo e com esta capacidade técnica para o executar, é dos exercícios mais deliciosos que qualquer amante de futebol pode (tentar) fazer.
Quem espera vê-lo em slalooms batendo adversários atrás de adversários, desengane-se. Aimar pensa colectivo, e a menos que os adversários estejam em desequilibrio, isso não irá suceder. Aproveite para ver as coisas simples, tão simples, que só alguém com o nível de Aimar lhe consegue oferecer. Delicie-se com cada passe para a frente…ou para trás, com cada recepção sempre dirigida no sentido da baliza adversária, com cada toque na bola, com cada desmarcação, ou com cada sugestão dada aos colegas de equipa… porque Aimar é futebol!
Quique Flores foi quem melhor o definiu, “Há muitos jogadores que decidem bem e há muitos que decidem rápido. Jogadores que decidem rápido e quase sempre bem, há muito poucos. Aimar é um deles” .
Que as lesões não o persigam, é o voto de todos os amantes de futebol. É que hoje, aos trinta e um anos de idade continua a ser o mais brilhante jogador do SL Benfica.
P.S.. Post dedicado a Joan Carles, docente na Universidade de Valência. Poucos como ele percebem a verdadeira importância de um dos maiores génios que alguma vez passou por Portugal.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3158 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*