Curtas. Certezas.

Antes que termine o jogo de hoje, que não estou a ver por motivos profissionais, quero deixar algumas impressões.

A primeira é que quando se juntam nove jogadores de futebol no mesmo onze inicial, o caminho é muito mais fácil. Independentemente da forma como se aborda o jogo, com os melhores é mais fácil. Há, contudo, quem tenha treinado os melhores, e optado constantemente por os deixar no banco. Primeiro Kaka, depois Modric, por Pepe e Khedira, ou Coentrão. Juntar Ozil, Kaka/Modric, Di Maria, Ronaldo e Benzema parecia impossível. Hoje, há quem junte Di Maria, Modric, Bale, Ronaldo, Benzema, ao professor Alonso. E assim, ataca e defende. Mas sobretudo, ataca com qualidade. Segunda mão, fora de casa, em vantagem, contra o campeão, e a melhor estratégia continua a ser ter os melhores em campo (sem qualquer depreciação por Isco).

A ideia de que por ter mais defesas em campo se defende melhor é totalmente estúpida, ultrapassada, e o escalonamento de Mourinho no jogo da primeira mão, mostra o seu retrocesso. Relembro que O seu melhor jogador estava no banco (Óscar), assim como Shurlle. Pelo que dizer que com os jogadores que tem, não pode fazer mais do ponto de vista ofensivo, é só para quem não quer ver o óbvio.
De forma mais curta, Guardiola continua a ser o melhor treinador do mundo. Para mim, ao nível da ideia de jogo, não me engana. Está à frente de outros colegas em equipas mais poderosas, porque o seu modelo de jogo é fabuloso. Poderá ter sofrido das pressões exteriores, dos jogadores com muita influência que não deixaram o processo evoluir no sentido certo. E também, muita culpa pelas mudanças de sistema que foi fazendo, e pela forma como cedeu às pressões exteriores por jogador A, ou B.
A última nota é para os leitores. Vocês que falam do que o blogue defende não PERCEBEM nada do que vem sendo aqui defendido. O SLB é das equipas mais elogiadas no blogue e não é de posse. É de transições. O Dortmund é fabuloso, e não é de posse. O Real Madrid não é de posse. E podemos continuar por aí. Equipas de qualidade são aquelas que conseguem dar resposta em todos os momentos do jogo, sendo que poderão ser mais fortes num ou noutro. E as melhores do mundo, são aquelas que mesmo sendo mais fortes em alguns aspectos, conseguem dar resposta e ser competentes nos outros.
E não, a culpa não é dos autores que escrevem. É um problema de interpretação. E um problema de ideologia. É preciso ter cuidado quando se diz vocês defendem isto e aquilo, quando não percebem 1% do que está aqui exposto.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3407 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*