Curtas sobre a selecção.

Sobre o jogo de ontem, ficam más sensações para o que se poderá seguir no campeonato do mundo. Equipa pouco inteligente, com qualidade técnica duvidosa, e neste momento, com alguns jogadores em claras dificuldades físicas.
Fiquei, também, quase sem dúvidas sobre o sistema que Paulo Bento tenciona apresentar no campeonato do mundo. O sistema habitual 1x4x3x3, deverá ser escolhido. Sendo que, a experiência do jogo com a Grécia deverá ter sido no sentido de testar a equipa com dois avançados, para os momentos onde a equipa esteja em desvantagem, colocando mais homens na frente, contra adversários mais fechados e que tentem defender a vantagem com linhas muito baixas.
E isso a mim parece um contra-senso. Sendo que quanto mais baixas, e juntas, estiverem as linhas adversárias, mais sentido faz ter mais gente dentro do bloco, e menos em zonas de finalização. Mais sentido faz ter mais gente a atrair adversários para fora do bloco, e mais gente a aparecer para finalizar de linhas mais recuadas. Meter mais gente em zonas de finalização, e jogar de forma mais vertical, é exactamente o que o adversário quer, espera, e está preparado para, quando joga com linhas baixas. Globalmente, parece-me que o 1x4x3x3 é o mais indicado para quando procurarmos recuperar a vantagem, e o 1x4x4x2 o mais indicado para jogar como Paulo Bento gosta, e mais adaptado aos jogadores que temos.

Já se percebeu que não temos jogadores para um jogo elaborado, com muitas decisões, com grande competência em organização, e se o seleccionador tem uma ideia de jogo (e é aquela que mais se vê em campo), porquê insistir em algo que os seus jogadores não têm claramente capacidade para o fazer?

Miguel Veloso e Bruno Alves continuam a meter água por todo lado. São claramente os dois jogadores mais criativos da selecção. Criatividade ao nível do posicionamento, é a imagem de marca deles. E mais uma vez, se o seleccionador está atento às questões tácticas, tem de explicar muito bem o porquê de insistir em dois jogadores tão criativos.
Com o Veloso e o Alves em campo, consigo ver a Alemanha em dois passes destruir um sistema defensivo com 9 atrás da linha da bola, com relativa facilidade.

Fábio Coentrão como interior, por dentro, não me parece que vá dar. E depois quem joga como lateral esquerdo?!
A sério que o Varela continua a ser opção?! Aquilo que ele tentou fazer ao A.Almeida é feio. Não se pode atropelar um colega, tão perto de uma competição importante.
Tenho a certeza que o João Pereira ainda vai dar jogador!

A única boa notícia parece ser Éder. Parece-me ser o melhor ponta de lança português. É inteligente na forma como se relaciona com os colegas, e tem boas competências técnicas.

Mas no final nada disso importa, não é?! É passar os grupos, chegar aos quartos de final, ou às meias, e o dever está mais que cumprido.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2936 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*