Treinar os jogadores para conhecerem o jogo. Não apenas para a posição onde mais vezes aparecem em campo.

“Tenho de estar atento à forma como jogam os colegas, mesmo os laterais e centrais, pois nunca se sabe o que vai suceder no jogo” 
Dizia Gaitan numa entrevista ao Record
«Exacto. O jogo é caótico. E independentemente do espaço, e posição, que ocupamos mais vezes no decorrer do jogo, as estruturas modernas organizam-se por forma a que todos os jogadores, num determinado contexto, pisem terrenos “desconhecidos”. Exige-se, dessa forma, que todos os jogadores conheçam o funcionamento global da estrutura. Isso, para que se possam integrar em todos os momentos, sem comprometer a estabilidade e relação harmoniosa da organização.»
Escrevia-se por aqui, sobre o trabalho de Jorge Jesus.

Em tempos, um leitor questionava, de forma pertinente, sobre o caminho a seguir ao nível da operacionalização dos princípios de jogo no início da temporada. «Acho que a discussão é: nesta altura é melhor privilegiar sectorial e intersectorial em que cada jogador cumpre o seu papel de modo mais ou menos fixo, ou obrigar todo o plantel a saber executar todas as posições do seu sector.»


Eu estou com o Bergkamp neste ponto: «Por outro lado, se queremos ensinar a sério, se queremos que o todo seja realmente mais do que a soma das partes…. temos é de ensinar o jogo, e não a posição. O jogador tem de perceber o que faz, e o porque é que o faz, não deve jogar de cor.»

O caminho, para mim, deve ser o de ensinar o jogo como ele é hoje. Se de forma circunstancial todos os jogadores passam por todas as posições em campo, então todos os jogadores no início da época (primeiro jogo oficial) devem saber comportar-se (de forma simples) de acordo com a zona do campo onde se encontram, e de acordo com os colegas que os acompanham (sector). No fundo, devem comportar-se de acordo com aquilo que o jogo pede. E isso é conhecimento do jogo.


No lance, Coutinho não percebeu que era defesa esquerdo. E se o percebeu, não sabe como é que um defesa esquerdo se deve comportar nesta situação (aparentemente simples).

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3331 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*