Thiago, isso não paga salários…nem ganha jogos!

O que vale é que ainda há jogadores que conseguem pensar pela própria cabeça, e fugir dos constrangimentos que a era da organização trouxe. A capacidade para saltar fora da caixa, encontrar soluções novas, utilizar recursos técnicos de grande qualidade na altura certa, o atrevimento para criar uma saída onde ela não existia, o improviso, isso é futebol. Isso é Ronaldinho, isso é Thiago. Enquanto Ronaldinho vai embora, Thiago cresce para nos alegrar nestes dias em que os estádios gritam por treinadores, porque colectivamente a equipa não tem a qualidade e individualmente  não existe liberdade para nos divertir com bola. Num tempo em que se pensa que o futebol é um jogo que se joga sem bola, em que a maioria acredita que existe uma solução defensiva para cada jogada ofensiva, é de admirar ainda mais quem faz por tentar trazer o futebol de volta ao que sempre foi – um grupo de meninos a divertir-se com uma bola.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3309 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*