Corredor central mesmo quando queres ir fora

Muito se aborda por cá a necessidade de procurar o caminho do corredor central ou opções mais dentro para desequilibrar o jogo. Tal não significa que não se deva promover o jogo no corredor lateral. Muito pelo contrário. A maior vantagem de ter a bola mais dentro é a possibilidade que daí esta poderá seguir para muito mais opções. Com bola no corredor central e enquadrado com baliza adversária, ao adversário restarão duas possibilidades. 1 – Aproxima no posicionamento os seus jogadores, impedindo espaço para a bola entrar entre eles para uma possível desmarcação de ruptura, aumentando espaço no corredor lateral, permitindo a que extremos / laterais recebam a bola sem pressão, e porque esta vem de dentro e não de um passe vertical, a recebam logo de frente para a baliza adversária. 2 – Não mudando o posicionamento, qualquer desmarcação de ruptura combinada com passe poderá trazer um 1×0.

A diferença entre um lance de imenso perigo ou de apenas mais um ataque, partiu da simples decisão de Clichy.

Se tem tocado em Sané, que está junto à linha lateral, teria permitido que o lateral monegasco enquanto a bola percorria o seu caminho, encostasse no alemão, impedindo-o de enquadrar, obrigando-o a explorar outras opções mais recuadas. A simples diferença de um passe interior para Silva, atraiu lateral e possibilitou que Sané recebesse enfim a bola, proveniente de um espaço mais interior, desde logo de frente para a baliza adversária. Com possibilidades maiores para desequilibrar logo no primeiro toque.

 

Sobre Paolo Maldini 3803 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*