Na raça

No duelo, no ar. No acreditar e na perseverança. No querer muito. No físico. No Brahimi a atacar e no Danilo a defender. Na bola parada, onde terá um aproveitamento absolutamente invulgar na Europa do futebol.

O FC Porto estará na luta pelo título até ao fim. As hipóteses de o vencer são ainda muito boas.

Porém,  em tudo aquilo que o treinador controla do ponto de vista táctico é bem inferior a metade das equipas da Liga. Naquilo que deve ser o trabalho do treinador é uma desilusão tremenda. E a prova real de que o individual é e sempre será determinante.

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 103 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

11 Comentários

  1. Continuo a afirmar que a perda deste campeonato por parte do Sporting é uma falha histórica.

    Inacreditável o pouco que joga este Porto.

  2. Mais uma vez questiono e peço um comentário à qualidade individual aos 14 jogadores que estiveram em campo do lado do FC Porto.

    O Filipe é bom?mau? Médio?
    O Alex telles?
    O maxi?
    O André André?
    O soares?
    O Danilo?
    O André Silva?

    Obrigado

    • Casillas – Bom
      Maxi – Bom
      Felipe – Não tenho opinião formada ainda, mas no estilo de jogo que o Porto implementou é bom, extremamente físico.
      Telles – É mediano, tem as capacidades físicas e algumas técnicas, mas não é muito inteligente a jogar, no entanto as caracteristicas dele para este modelo e para o campeonato fazem-no um jogador que sobressaia.
      Danilo – É bom jogador, com este estilo de jogo fica muito bom, máquina nos duelos.
      Oliver – Um dos melhores do campeonato
      André 2x – Eu não aprecio.
      Corona – Eu acho que é muito bom jogador.
      Brahimi – Um dos melhores do campeonato.
      André Silva – É bastante bom jogador, ainda está a crescer como jogador. Não me parece ser um finalizador nato, mas lê muito bem o jogo, parece inteligente.
      Jota – Bastante bom jogador, parece-me saber ler muito bem o jogo.
      Soares – Bom jogador, o homem não perde um duelo. Lembra-me um pouco o Lima.
      Layun – Bom jogador, acho que deveria de ser titular.
      Atenção isto é a opinião de quem não sabe nada :p O Porto tem boas individualidades, o seu treinador implementou um estilo de jogo que não se adequa (a meu ver) aos jogadores que tem! Adequa-se em parte, uma vez que tem gajos como Felipe, Marcano, Maxi, Danilo, Soares que são muito bons nos duelos individuais físicos. Depois tem gajos como Brahimi e Olivier que assentes num jogo mais elaborado e pensado, com exploração dos 3 corredores poderiam fazer muita miséria neste campeonato. Já a fazem neste estilo de jogo, imagina com um que se adequasse às suas caracteristicas…

  3. Os ceguinhos ofendidos só percebem assim… no resultado. Muitos Parabéns por mais uma vez terem mostrado o que até é obvio mas no momento em que os ceguinhos não queriam ver…

    Desta vez não está a haver choradeira… lá está. .. desta vez não veio de um 3a0…

    Se os doentes (e aqui falo dos adeptos dos 3) conseguissem entender um bocadinho disto faziam menos figuras de ursos e lidavam melhor…

  4. É certo que Benfica (algumas boas ideias mas também alguma rigidez, pouca criatividade colectiva mas grande regularidade com momentos interessantes) e Sporting (fez uma época muito irregular, mal preparada e com várias fases distintas no jogar, mas sempre com uma base de qualidade) não podem bater muito no peito.

    Mas este FCP é muito fraquinho. Não há paciência. Até o Oliver se começa a ressentir do contexto onde está inserido. A melhor construção é bola no central-bola no Soares. Repetido durante uma hora e meia. O semblante do A. Silva diz quase tudo.

    Uma palavra para o Braga: que raio de segunda parte é aquela? Não foi mau, foi triste. Não quiseram ter bola, sempre envolvidos em duelos, não quiseram ter pausa, não quiseram utilizar o corredor central. O FCP todo aberto e a jogar na fussanga e não conseguiram fazer um ataque de jeito.

    Depois de uma primeira parte em que dominaram o adversário e podiam ter marcado mais um ou dois ficaram completamente nas covas.

  5. Fico curioso em saber quem são as 9 equipas, no campeonato português, superiores em Porto em:
    citação
    tudo aquilo que o treinador controla do ponto de vista táctico
    fim de citação

    • Vitória de Guimarães
      Benfica
      Sporting
      Rio Ave
      Chaves
      Vitória de Setubal
      Braga( dentro do mesmo estilo é mais organizada)

      Assim de repente lembro-me destas 7 equipas, 7 equipas! em que as ideias dos treinadores são de mais qualidade que as do Nuno. O Nuno é o pior treinador que me lembro de ver no Porto, é demasiado mau em termos de organização coletiva.

      O Porto é uma pobreza, tenho tanta vergonha, não há uma ideia de qualidade em termo ofensivos, em termos defensivos a equipa está longe de primar por uma grande qualidade zonal etc…

      Quem não vê isto não vê os jogos com atenção.

  6. Só 9 lol
    Assim de repente só as que o Machadez meteu a mão são piores que o FCP colectivamente! Não admira as classificações de Rio Ave com o 4o orçamento de Portugal e o Valência. Meus ricos Vasco Seabra, José Mota, Carlos Brito e Miguel Leal que nunca tiveram jogadores destes…

  7. A utilização de André André a titular (uma versão pior de João Moutinho, não quebra uma linha, só serve para pressionar e passar para o lado e para trás) e de Soares no meio em vez de André Silva (que tem de jogar quase como extremo direito, muito longe da zona onde é realmente bom) revelam bem as opções de NES. A substituição em que tira um médio e põe Corona volta a confirmar aquilo NES procura com este Porto (tira Oliver, o único que procura jogar futebol a sério para manter André A.).
    Em relação ao Braga, também é uma equipa muito limitada. Fez uma primeira parte interessante, principalmente através de Battaglia. No entanto, estavam a fazer uma pressão insustentável, e, como seria de esperar, rebentaram na segunda parte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*