Décima segunda para a melhor equipa Europeia.

Se havia equipa que poderia parar a melhor equipa europeia da presente temporada, essa era a Juventus.

Qualidade individual incrível e uma organização de excelência dos italianos a proporcionarem uma primeira parte de qualidade, que foi fazendo desaparecer o Real onde é mais forte. Na gestão da bola.

Foi no regresso dos balneários que o Real de Zidane voltou a ser igual ao que nos tem presenteado ao longo de 2017. Bola, bola, bola, bola. Só a largou com o jogo ganho e confortável. Uma segunda parte a um nível inacreditável vale mais um troféu Europeu para o Real.

Porque a competência é sempre a soma das qualidades individuais com as ideias colectivas, a versão de Zidane traz de volta um Real Madrid apaixonante. Os cinco grandes troféus em pouco mais de um ano, a quebra do jejum doméstico, o primeiro bicampeão Europeu pós novo formato da Liga dos Campeões são marcas incríveis e tudo o que os adeptos madrilenos mais desejavam. Para quem segue despreocupadamente os marcos dos merengues, é a qualidade suprema do jogar com que Zidane presenteou a Europa na presente temporada que mais importa.
Há algum tempo que não surgia na Europa equipa tão aprazível para seguir. Onde tudo parece bater certo. Onde todas as individualidades têm o seu espaço certo e momento oportuno para aparecerem e contribuírem para um jogar comum. Onde a inteligência se faz notar em cada movimento, em cada decisão.

A época de sonho do Real Madrid traz de volta as vitórias à inteligência, ao colectivo que promove a individualidade! Ao bom trato da bola. Na decisão e no gesto.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2924 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

8 Comentários

  1. O que mais me agrada é a quantidade de solucoes diferentes que eles descobrem. Apertado, só o casemiro treme. Incrivel. Até o Ronaldo, que era um nulidade fora da area sem espaco para a velocidade, entra no carrossel. TOP

    • Ronaldo? Uma nulidade fora da área? Começaste a ver futebol quando? Há 2 anos? Por certo não viste os 6 anos de Ronaldo em Manchester.

      • Calma. Comecei a ver futebol em 93 e a ler em 92: “uma nulidade fora da área e sem espaço para a velocidade”.

        Não me lembro de ver o Ronaldo a decidir e executar tão bem sem acelerar. Não foi uma critica, mas sim um elogio. Calma…

  2. eu vi 80% dos jogos do real esta epoca e discordo completamente do que aqui foi escrito, durante toda a epoca nao via uma linha, uma idea, individualidades, individualidades e erros incríveis da arbitragem, agora sim, no final da época estiveram imparaveis, o que irá acontecer? o mesmo de sempre, memória seletiva, iremos nos lembrar apenas do fim, do melhor; bem diz o Mourinho, o que conta é ganhar, a todo o custo.

  3. Amigos dos primazantes do sistema e adeptocegos do JJ, pensam como jogariam kroos, modric, iscos e marcelos com o JJ e depois se ainda pensem que a mecanisaçao é superior à inspiraçao desses…nao posso mais nada. À pouco tempo, o joao fidalgo dizia que preferia atacar com muitos e defender com poucos. Eu quando tenho os genios pré-citados, prefiro o contrario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*