Meio campo a 4. Posicionamentos e articulação defensiva.

Generated by IJG JPEG Library

Há na Europa do futebol uma tendência cada vez maior por uma organização defensiva que contemple uma linha de quatro também  no meio campo.

Mas como funciona, como se move, a linha média, por forma a aumentar a segurança defensiva?

A prioridade é sempre que a bola não entre por entre elementos da linha média, devendo ser garantida proximidade entre elementos, e dependendo da posição da bola, coberturas (diagonais entre elementos).

Se a bola entrar nas costas dos médios, como reagir? Com linha ainda alta, a prioridade é baixar linha defensiva (porque bola subirá metros, logo para controlar espaço nas costas há que baixar mais um pouco para aumentar distância para a bola), e fazer voltar os médios a entrarem na situação de jogo, promovendo superioridades. Ou seja, enquanto a bola percorre o percurso que a levará a quem está posicionado entre defesas e médios, ambas as linhas devem baixar, para que quando a bola chegue ao pé de quem estava entre sectores, a linha média já esteja atrás da linha da bola, e portanto, com portador a receber já com oito atrás da linha da bola e não no espaço entre defesas e médios.

Aspecto importante a controlar é também reduzir o número de vezes que o portador tem bola no corredor central, de frente para a linha média. Porque obrigará a ajustes (um médio sai na bola, outros têm de juntar) que abrirão sempre muito espaço. Se bem ajustado, haverá muito espaço no corredor lateral. Se mal ajustado, pior, o espaço abrirá no corredor central. (VER IMAGEM)

A selecção inglesa de sub 19 na recente partida frente à Holanda que tinha goleado os sub 19 Alemães, a demonstrar o posicionamento e decisões da linha média para aumentar a segurança defensiva de toda a equipa.

P.S – Encontrarão na drive do Lateral Esquerdo bibliografia de natureza variada. Para poderem aceder a todos os conteúdos e à drive, é juntarem-se a nós e à mais de uma centena de patronos do Lateral Esquerdo no Patreon. Toda a ajuda, mesmo que aparentemente pequena é decisiva, muito importante e muito bem vinda para continuarmos a manter a periodicidade das publicações.  Alternativa no lateralesquerdo.com@gmail.com

Sobre Paolo Maldini 3801 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. Mas se eventualmente o espaço se abrir no corredor lateral,(falo dos ajustes a meio campo com bola de frente para a linha média) se o extremo que foi fechar ao meio e/ou lateral estiverem preparados para a bola entrar no CL o jogador que receber a bola vai ter contenção logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*