A canarinha que sonha nas mãos de Tite

Pela primeira vez nas últimas grandes competições, a selecção do Brasil voltará a assumir um papel entre as mais favoritas ao título mundial.

Não tem a qualidade táctica da selecção da Espanha e da Alemanha, equipas capazes de serem competentes em todos os momentos do jogo, e preparadas colectivamente para dar respostas quando têm a bola e quando não a têm, ou o poderio defensivo da selecção francesa.

Tem, contudo, uma organização defensiva e um entendimento do jogo sem bola como nunca antes, que lhe permitirá partir da sua organização sem bola para o desequilíbrio com bola. Numa competição que se tornará a eliminar, defender bem e beneficiar do talento a rodos das suas individualidades é mais do que suficiente para se candidatar ao título mundial.

 

Em transição ofensiva, não haverá quem possa apresentar mais qualidade que a selecção brasileira, pensando não só no momento em que reage ao ganho da bola, saindo com vantagem da zona da recuperação, mas ligando sucesso na primeira etapa da transição ofensiva, com a qualidade a sair em ataque rápido, e posteriormente a definir na zona de finalização.

É em organização ofensiva que os comportamentos tácticos da equipa de Tite, pecam por ser pouco ousados, e fazerem depender em demasia da qualidade individual, o possível sucesso de cada ataque. Envolve muitos jogadores em zonas baixas, e depois ataca com poucos nas zonas de criação. Um modelo que sem alguns dos melhores e mais talentosos do futebol mundial, estaria condenado ao insucesso. Todavia, se há quem se mostre capaz de resolver problemas grandes de inferioridade no momento em que tem a bola, essa equipa é a selecção brasileira. Seja no drible, seja nas pequenas associações que dois ou três jogadores formam entre si.

A canarinha com bola e sem bola:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3009 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*