Importância do Homem ao Homem na reacção à perda – O golo do Benfica na Feira

Já por diversas vezes trouxemos cá a importância da marcação HxH na transição defensiva, no seu submomento de reacção à perda.

É a reactividade nesse momento específico que torna Fejsa um jogador tão especial na dinâmica do Benfica, e que faz por exemplo, Jorge Jesus olhar para Battaglia como uma opção muito credível, mesmo que os adeptos não lhe percebam a importância.

No golo inaugural na Feira, a chegada um segundo depois do defesa da equipa caseira, foi o suficiente para não conseguir impedir Raul de enquadrar. A partir daí, já o Benfica conseguiu contra-atacar.

 

José Carlos Monteiro
Sobre José Carlos Monteiro 47 artigos
Treinador de Futebol, Uefa B, com percurso e experiência em campeonatos nacionais nos escalões de formação. Colaborador como observador e analista em equipas técnicas na Primeira Liga. Alia a paixão pelo treino e pelo jogo à analise de jogo.

1 Comentário

  1. Ok, mas a transição ofensiva do Benfica é ultrasónica neste lance, é suposto estar um defesa HxH no raul enquanto o Feirense se encontra em posse de bola e a atacar? Pergunto isto para aprender umas coisas 🙂

    Parabéns pelo site e pelos conteúdos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*