100 Jogadores a seguir no Mundial – 56 ao 60

Thiago Alcântara, Espanha

O mago do Bayern só não tem hoje um reconhecimento ainda maior a nível planetário porque os constantes problemas físicos o têm impedido de ser regular na sua utilização.

É um dos médios do futebol mundial mais capaz de jogar sempre bem. Gesto técnico impressionante, capacidade para tomar decisões de forma rápida e assertiva, e uma imensa criatividade que lhe permitem em cada acção imaginar o que se passará mais adiante com as suas decisões.

Desequilibra um jogo até na decisão que possa aparentar mais banal, porque tudo tem um plano e uma grande ideia por trás, para chegar mais adiante pelo melhor caminho. Na plenitude da sua capacidade física, é sempre um candidato à equipa do torneio.

Giovani Lo Celso, Argentina

Vinte e dois anos de puro talento e classe, em mais um médio argentino de encantar.

Velocidade de execuçao e de pensamento, criatividade, e qualidade técnica em doses industriais. O argentino que no PSG joga como interior, terá de se adaptar a um sistema novo na equipa das pampas, onde já pisou os terrenos de extremo e de segundo avançado.

Na actualidade há muito poucos os que no futebol mundial têm a capacidade para ao mesmo tempo acertar quase sempre, e ainda serem capazes de criar desequilíbrios sucessivos na progressão e no drible. Lo Celso parte do corredor central para definir jogos e resultados. Um portento de jogador que poderá dar-se a conhecer ainda mais ao mundo no grande torneio na Rússia.

Raul Jimenez, Mexico

O mexicano do Benfica tem lacunas evidentes no gesto técnico, na forma como se move, afastando-se em demasia de onde faz a diferença. Também na tomada de decisão, pese embora procure não complicar, perde opções porque não visualiza tudo o que se desenha ao seu redor. Contudo, Raul é um dos avançados que estarão no Mundial com enorme capacidade para surgir em momentos de grande notoriedade, afinal, nas grandes áreas adversárias tem mil soluções para terminar os lances que os colegas criam. De cabeça, de letra, a picar ou contornar o guarda redes, na hora de finalizar Raul transforma-se num jogador de recursos e com classe.

Joshua Kimmich, Alemanha

O cerebral lateral direito do Bayern é um dos grandes candidatos à equipa final do Mundial.

É invulgar entre quem joga no corredor lateral, tanto critério com a bola nos pés. Kimmich, não é apenas alguém que pensa e solta a bola sempre com ideias. Tem também recursos técnicos impressionantes que lhe permitem sair dos espaços curtos em drible, e de cabeça levantada à procura do melhor passe.

Kimmich joga no corredor lateral, mas é pela forma como invade e liga o jogo por dentro que ofensivamente é um dos mais especiais laterais da actualidade.

 

De Arrascaeta, Uruguai

Jogador originário de corredor central, tem encontrado na ala esquerda o seu espaço quer no Cruzeiro, quer na selecção do Uruguai.

De Arrascaeta é um cérebro a pensar o jogo no corredor lateral, de onde parte para dentro em progressão, driblando oponentes, e descobrindo espaço nas costas das defesas adversárias, onde encontra os movimentos dos seus colegas avançados.

No Mundial, será um dos criadores de uma selecção que tem muito potencial para chegar bem longe na prova, e uma das muletas que dão sentido às rupturas de Cavani e Suarez.

Sobre Paolo Maldini 3770 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*