Nikola Jambor

VILA DO CONDE, PORTUGAL - AUGUST 2: Nikola Jambor of Rio Ave FC in action during the UEFA Europa League Second Qualifying Round 2nd Leg match between Rio Ave FC and Jagiellonia at Estadio dos Arcos on August 2, 2018 in Vila do Conde, Portugal. (Photo by Gualter Fatia/Getty Images)

Matic nos pés, Matic na mente.

De um dos melhores médios que pisou os relvados portugueses nas últimas décadas, Nikola Jambor tem maioritariamente o estilo. O nível é obviamente bastante diferente, mas isso não impede Jambor de no contexto Liga NOS ser um dos produtos mais diferenciados. E sim, com capacidade para subir bastantes mais degraus.

A elegância com que pisa o relvado, a forma como de cabeça levantada vai conduzindo e direccionando o jogo, a qualidade absurda de passe, seja para romper linhas, variar centro de jogo, ou apenas tocar simples, a progressão enquanto a sua perna longa dribla opositores. Tudo em Nikola Jambor é classe.

Com bola, mais do que acertar, ainda cria. Sem esta também “anda”, protege o espaço, encurta-o e ainda rouba.

A classe de um dos melhores médios que pisam os relvados nacionais:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3715 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. Porque este gajo é canhoto aproveito para perguntar se esse facto não força uma equipa a jogar sempre (mais vezes) pelo lado do pé dominante do construtor. O William no Sporting por exemplo não tinha esse problema pois para a direita jogava de pé direito para a esquerda dava de esquerdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*