A seta dos Leões

Raphinha tem vindo a surpreender os mais reticentes, que acreditavam que o brasileiro seria apenas mais um ala que fazia unicamente da velocidade e preponderância a atacar as costas das defesas adversárias o centro de todo o seu jogo, e portanto passível de ter sucesso reduzido num clube grande, onde no plano teórico as equipas passam mais tempo a tentar furar blocos densos que a explorar os espaços entre a ultima linha e a baliza.

Não tem os números com que saiu de Guimarães, marca menos, e tem portanto menos impacto no resultado, mas a forma como se está a dar à equipa, como joga simples por dentro, sem perder a posse porque percebe que não é um criativo talhado para aqueles espaços, e por isso não complica, como consegue desequilibrar colado à linha quando está em 1×1 e como mantém a sua velocidade a atacar as costas dos adversários tem tido muito impacto no rendimento do Sporting actual. Ter uma variedade de recursos e não apenas jogar com bola no pé é uma mais valia nos dias que correm e o brasileiro de 22 anos, parece não querer perder tempo para justificar a aposta na sua contratação e continuidade no plantel!

Dejan Savicevic
Sobre Dejan Savicevic 69 artigos
Treinador, apaixonado por desporto, futebol e treino. Experiência em campeonatos nacionais na formação e atualmente ativo no futebol sénior. Colaborador na área de scouting e análise de jogo, com vários treinadores e equipas do campeonato nacional da Primeira Liga. contacto - galeiras@gmail.com

6 Comentários

    • Dificil
      Até porque são diferentes! Matheus mais de toque para jogar mais por dentro, criativo. Num modelo de Kaiser poderá ter sucesso mas depende da mentalidade! Tem de dar um salto enorme!!!!!!!!

      • Matheus Pereira não é extremo de clube grande, é lento, não define bem no último terço, num grande teria de jogar em espaços curtos, algo que ele não consegue, já vimos isso quando cá esteve, Raphinha é 100 x melhor, para mim é o melhor em Portugal, lembra-me o Neres do Ajax.

        Se Matheus ficar no Sporting, é sinal que não teremos plantel para sermos campeões.

    • Raphinha em potencial puro é o melhor ala em Portugal, tem tudo o que um extremo deve ter, é veloz, dotado tecnicamente, define muito bem no último terço, não se destaca mais pelo plantel mediano que temos.

      Keizer é um grande treinador, mas não faz milagres, o Sporting não tem laterais, trinco, box to box, alas e um PL minimamente decente, já nem falo das alternativas que não temos e mesmo assim pode ganhar 2 taças, ganha 90% dos jogos em Portugal, asfixiando os adversários, não fazemos mais golos pela falta de qualidade dos jogadores.

      Nunca vi o Sporting jogar um futebol tão apoiado e tão agressivo na perda, Keizer é um treinador especial, que melhora a equipa a cada jogo, que está atento ao ínfimo pormenor, não trocava por nenhum outro.

      Matheus Pereira não tem nada a ver com Raphinha, é muito menos explosivo, não tem a capacidade técnica e de definição do brasileiro, não tem qualidade para o Sporting, é extremo de clube pequeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*