O Inter de Conte, o treinador que te dá 15 a 20 pontos

Embora a Juventus seja a crónica campeã de Itália, e tenha ao dispor do seu treinador um sem número de individualidades de nível estratosférico e até inalcançavel a qualquer outra realidade na Série A, é sem surpresa que a chegada de Antonio Conte ao Inter tornou a equipa de Milão na melhor de todo o país.


O Inter vai vencer a Liga porque tem um treinador que é um fora de série que te dá 15 a 20 pontos

Cassano

Também nada surpreendente é o registo defensivo dos “nerazzurri”, a equipa que menos golos sofre na Liga, afinal o rigor sempre foi a principal marca nas equipas de Conte.

Rigor expresso nos posicionamentos e movimentos sempre muito bem definidos. Sempre próximos de uma padronização que facilita a tomada de decisão – Defensiva mas também Ofensiva.

Poucas equipas no futebol mundial serão tão competentes do ponto de vista táctico – Estão tão capacitadas para tomar boas decisões, em função de compreenderem com clareza o momento de investir ou de pausar e chegar à frente juntos.

Tudo no Inter é uma lição táctica, e só assim poderá manter-se na luta contra uma Juventus com muito mais armas individuais, mas também vários níveis abaixo em tudo aquilo que é trabalho de casa da sua equipa técnica.

Dejan Savicevic
Sobre Dejan Savicevic 76 artigos
Ricardo Galeiras Treinador, apaixonado por desporto, futebol e treino. Experiência em campeonatos nacionais na formação e atualmente ativo no futebol sénior. Colaborador na área de scouting e análise de jogo, com vários treinadores e equipas do campeonato nacional da Primeira Liga. Contacto: galeiras@gmail.com

2 Comentários

  1. Ui um bocado polémico…

    Gosto das equipas do Conte, é um treinador com muito pormenor. Mas não achas que tantos conteúdos acabam por talvez fatigar os jogadores e tornar a equipa muito mecanizada – demasiado mecanizada sobretudo com bola – onde se joga porque sim e não porque o contexto indica determinados comportamentos? No Chelsea fiquei com essa sensação. Ainda por cima com diversos craques que não estão para se chatear muito e ficou a ideia que às tantas não quiseram jogar mais pelo Conte. Foram apenas duas épocas. O gajo deve ser bué chato! 😀

    Por outro lado vi ontem com o Nápoles e também vi o jogo com a Juve em casa e a equipa tem dificuldades em sair da pressão adversária, por vezes parece que não tem gente suficiente para chegar lá à frente e de repente estamos num jogo de charutos sem grande solução (comportamento que se repete em bastantes equipas, por acaso). O Nápoles com menos capacidade individual e um modelo fraco acabou por dominar boa parte do jogo e criar diversas oportunidades de golo.

    Em princípio gosto muito mais do Sarri e de uma certa ideia mais aberta e criativa, no entanto, reconheço que a Juventus não tem conseguido mostrar grandes exibições. Só que o Sarri é uma mudança de 180 graus naquele clube, que teve durante muitos anos equipas com ideias bastante diferentes daquilo que o Sarri pretende. Pegando na comparação com o Chelsea parece-me que as equipas do Sarri demoram um bocado para serem consistentes. Tenho ideia que a Juve ainda vai melhorar bastante, já no caso do Inter julgo que só mesmo com melhores jogadores dará um salto para outro patamar. Porque em termos de ideias é aquilo e não é expectável grandes novidades.

    Sobre os pontos e olhando para a carreira dos dois treinadores, parece-me que têm um percurso onde as suas equipas pontuam mais (grosso modo) do que com outros líderes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*