A urgência dos reforços – Outro Benfica no regresso de Nico Gaitán

Com Rafa, Pizzi e Vinícius novamente nos espaços de criação, o Benfica não apenas voltou a ter as dificuldades do passado para ter assertividade no último terço como voltou a reunir vários jogadores de perda fácil (isto é, perdem a bola demasiadas vezes porque não são criteriosos / ágeis / bons tecnicamente). E não, não é por um ou dois bons momentos em 90 minutos, como foi o de Pizzi e Vinícius no(s) golo(s), que se justifica a presença numa equipa como o Benfica, que exige qualidade, boas decisões e boas execuções a tempo inteiro. Com Taarabt e Weigl, o que ganha na capacidade para circular e alimentar os homens da frente, perde em reactividade na perda da posse – E se as perdas se vão somando a um ritmo vertiginoso está fácil perceber que dificilmente o Benfica poderia ou poderá controlar o jogo ou ser bem sucedido.

O incremento da qualidade na coordenação defensiva das diferentes linhas é uma evidência, mas claramente insuficiente se sem bola não houver talento.

Organização Defensiva – Lado da bola Pressionante, Lado oposto marca espaço

Foram nove jogadores da temporada passada no mesmo onze, e tal serviu maioritariamente para perceber que Jesus tem razão em exigir reforços. A frente de ataque precisa ser totalmente refeita, e a Cebolinha faltará juntar Luca, Darwin e um outro elemento capaz de ser eficiente – Atenção ao potencial de Pedrinho – Também Chiquinho com colegas mais capazes de dar seguimento aos lances ao seu lado poderá fazer crescer o nível da equipa.

Florentino deverá estar de partida e só isso justifica não ser aposta, o que significará que o Benfica precisa desesperadamente de um médio centro – Taarabt não tem capacidade para mais de 20/25 minutos de qualidade, porque a exigência vai muito para além do trabalho com bola. E o marroquino para lá das dificuldades que tem em reocupar posicionamento defensivo, ainda soma disparates quando a fadiga se instala.

E foi de um disparate do marroquino que o jogo ficou condenado a não deixar aparecer Diogo Gonçalves, Chiquinho e Pedrinho.

Posicionamento em Ataque Organizado

Nem tudo foi paupérimo na Luz, porém. Os primeiro momentos de um Benfica pressionante – nunca será mais do que apenas a espaços com jogadores como Pizzi, Vinícius ou Taarabt no corredor central – foram bons e permitiram lances de perigo sobre a baliza bracarense, e sobretudo foi muito interessante a exibição bracarense, penalizada apenas pela falta de eficácia de Abel Ruiz.

Mas, o melhor na noite do Estádio da Luz foi o de sempre… Nico Gaitán demonstrou nos minutos que voltou a pisar a Luz ser incrivelmente superior a… praticamente todos os jogadores da frente que estavam do outro lado. Cebolinha poderá ser a excepção, mas não o provou hoje.

Tremenda a classe do argentino em todas as acções.

Já és nosso Patrono? A caminho dos 400 ❤️🧠⚽️
Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

16 Comentários

  1. Estou tão a ver o paok a eliminar este benfica!
    Curioso, como os reforços chegados a pedido do jj são tão mais na decisão. O lateral direito é só miserável e o cebolinha, apesar de Vertical e bom finalizador, decide mal para xuxu.
    Ou seja, se os adicionarmos a esse pizzis, rafa e cia, é só ridículo! No flamengo o jj encontrou uma equipa muito superior aos adversários e um futebol tacticamente muito pobre. Aqui, na Europa não será assim, e prova disso é que em 9 anos com condições para ser campeão apenas o foi por 3 vezes.

  2. E quem poderá ser o médio central? De Paula? Outra sugestão?

    Quanto a Pizzi não há muito mais a dizer…Eu nem sou fã de João Mário mas acho que daria muito mais ao colectivo. Ainda assim, fico de coração partido ao ver o Rafa completamente ao Deus de ará. Tenho muita pena, pois acredito que o “problema” é mental e tenho dúvidas que JJ consiga fazer alguma coisa dele, mas ver

  3. *tão maus na decisão.
    Ps. O chiquinho não conta para o jj e isso só demonstra que este último não evoluiu nada. Continua com as mesmas ideias fixas e estereótipos de jogadores. O pedrinho, o melhor dos reforços, também não contará. O jj é demasiado orgulhoso para engolir o que disse dele no passado. Venham reforços muitíssimo superiores ao porto ou vai ser mais um ano a ver navios. Este porto que não joga um chavo fará mais de 80 pts seguramente.

      • Eu não comecei a olhar para o JJ quando ele foi para o Benfica como tu terás. Ele treinou o meu clube em 2003 e continua com os mesmos defeitos e virtudes. Continua a relegar para os últimos 15 minutos aqueles que não contam. Raramente volta com uma decisão atrás. Agora até o Nolito se riu. Ou Roberto, para termos situações opostas da sua teimosia. Por último, e respondendo directamente à tua ironia. As apostas são apara aqueles que nada percebem de futebol ou ainda aqueles que nunca viveram dele. Porque quem conheceo verdadeiramente, sabe muito bem o quanto ele é imprevisível para se ganhar dinheiro. As estatísticas ajudam, poderias argumentar, mas essas estão sempre do lado da casa, nunca do apostador.

  4. Muito dificil entender a saída de Florentino.

    Para mim é o 6 ideal para equilibrar a equipa quando perde a posse. É mestre no desarme e dobra os laterais como o Weigl nunca vai ser capaz de fazer porque é demasiado lento.

  5. O problema deste benfica é a incapacidade de perceber que o passado dos jogadores nao pode ser motivo de escolha para jogar. Ferro, zero. Os Tavares da vida, zero. Almeida, zero há muitos anos. Rafa, já estou farto da conversa do “vai explodir este ano”. Para quem custou 20M, devia de já ter explodido há anos. E em 4 ou 5 anos de benfica fez o quê, meia época boa? Pouco, para alguém tão caro que a única coisa que faz é baixar a cabeça e correr sem nexo com a bola. Weigl, já se percebeu que não serve para esta equipa. Até nem é mau, mas há jogadores que não encaixam. E lá vem a conversa “mas no dortmund”, é pah isto não é o dortmund nem a casa da joana. Só sei é que andamos a queimar um 6 bom, com enorme margem de progressão (Tino), para dizermos que metemos o 20M a jogar. Triste; Pizi, não percebo se anda contrariado, se desaprendeu de jogar ou se o ano 2020 é ano não para ele. Uma coisa sei: banco fazia lhe bem. Temos boas opções jovens e com enorme potencial na equipa, Diogo Goncalves, Gonçalo Ramos, Florentino, Krovi, que infelizmente não vão ter muito uso, porque lá está, tem de se gastar 20M pa se jogar no Benfica. É triste. E não digo que devemos utilizar só miúdos para a equipa, porque não resulta, mas tantos milhões a saírem para meros futuros suplentes, sem lógica nenhuma. É gastar por gastar. Vamos lá ver se o PAOK não faz uma gracinha.

  6. Infelizmente o Benfica não ganhou a youth league, senão podia dar se o caso de alguma pressão para incluir alguns dos miúdos na equipa principal e não digo sendo titulares mas crescerem aos poucos e ganharem espaço. Paulo Bernardo ou Ronaldo câmara tem andamento pra ser um 8, Rafael Brito e Henrique jocu a crescer a jogar na b e a treinar na A seriam apostas que rapidamente poderiam também aparecer (o Weigl para mim ou o adaptam a 8 ou a 6 vai custar nos muitos golos em organização defensiva não consegue ter velocidade para dobrar companheiros como referido num comentário anterior) e nem me vou alongar a referir o Gonçalo Ramos está mais que visto que é bastante superior em tudo ao seferovic. Ao nível de centrais prefiro Pedro Álvaro a Morato (Que parece Mais lento que uma tartaruga).
    Deste jogo para além da imagem de um bom plantel do Braga (atenção !!!), o que mais retive foi a incapacidade do nosso meio campo e honestamente pizzi e rafa que jogam só um com o outro para além de tudo o resto que foi dito, ou seja, com estes dois a titulares o nosso jogo a atacar será sempre previsível para os adversários.
    Abc

  7. Dez jogadores a menos (todos internacionais+Grimaldo+Darwin) não fazem falta?
    As exibições de Vlachodimos e Vinícius não merecem elogios?

  8. Até agora desconsigo compreender a vossa fé na relação entre o Florentino e o treinador. Ironizando, parece-me mais provável ainda aparecer o Fejsa na equipa. O único jogador formado no clube que poderá ter alguma importância no plantel é o Ruben Dias. O Ferro ficará como quarta ou quinta opção ou talvez nem isso. Os restantes serão convenientemente despachados. Também me parece que o Pedrinho poderá ser mais um problema do que uma solução. Como disseram antes noutros comentários (bem lembrada essa do Nolito, o homem preferia o Bruno César lol), o JJ não é propriamente uma pessoa tolerante e envolvida com os atletas que não aprecia ou que não foram por si indicados. A lista é tão longa quanto inesquecível. E do lado oposto temos o Talisca (este mal chegou, com 19 ou 20 anos, passou logo a titular indiscutível mas o Bernardo Silva, um ano antes, não estava preparado para o rendimento lol), o Emerson, entre outros. Os vossos argumentos batem certo quanto à possibilidade de o Florentino ser transferido. Também já sabemos que, com o JJ, até ao fim do mercado é vindima, o que significa que podem acontecer diversas saídas e entradas no plantel.

    • Edson concordo consigo em tudo menos na parte do Tino. O rapaz já mostrou no passado ser um 6 muito parecido a makelele e kante, mas a mudança de esquema da parte do Lage não ajudou o seu brilho. O jogar lado a lado na parte defensiva cria mais problemas para um 6 puro, como é o Tino, que jogar sozinho. Aliás, o Benfica tinha Witsel, Enzo Perez e até o próprio Sanchez que jogavam a 8 e atacavam e defendiam em simultâneo, sem perturbar o nosso 6 porque nao estavam lado a lado. Estavam lá para ajudar a defender, mas não era a função deles. Agora não, vejo um Gabriel, um Taraabt a jogar lado a lado ao alemão, o que na minha opinião, baralha o esquema defensivo todo.
      Quanto ao resto, tudo de acordo. Ferro faria lhe bem rodar numa equipa de baixo da tabela portuguesa para ganhar calo. Gilberto parece me o novo Emerson do JJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*