Luka para Darwin para Luka – Para lá da velocidade

O quinto golo do Benfica em Famalicão impressionou pela demonstração de potência e velocidade da dupla de Avançados do Benfica. Porém, é sempre necessário que a eficiência no gesto e a inteligência na movimentação esteja presente, porque um jogador rápido pode tornar o jogo lento, e um jogador lento pode tornar um jogador rápido. Mas quando um rápido consegue ter o jogo rápido, então percebe-se que se está na presença de alguém especial. Assim é Luka.

A velocidade, sim. Mas sem saber receber a bola, e sem o timing para sair para procurar entrar nas costas, o “timing” para a velocidade aparecer desvanecer-se-ia.

Já és nosso Patrono? A caminho dos 400 ❤️?⚽️
Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3746 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

6 Comentários

  1. Na vossa opinião, o Pizzi não está demasiado colado ao André Almeida? Quer dizer, os dois estorvam-se e fica menos um elemento para lançar a transição. O que acham? Eu não sei que critérios tem o Pizzi para defender uns lances e outros não…

    • Também reparei nisso, Pizzi marca com os olhos fingindo que está atento às movimentações de outro jogador (posso estar a ser injusto mas parece-me mais uma vez que não quer “suar”) depois mostra todo o seu oportunismo indo tirar a bola ao AA quando este já a recuperou. Nada diferente nos seus golos, os outros trabalham e ele aparece na grande área para rematar e recolher os louros.
      Almeida está na sua posição a fazer o que lhe compete, se alguém estorva não é ele.

      • Com respeito á vossa opinião e concordando que o Pizzi em campo é um a menos mas neste lance o Pizzi esteve bem, foi fazer a superioridade numérica para que o jogador do Famalicão nao ficasse no 1×1 com o Almeida, mesmo que a pressão do Pizzi seja com os olhos é importante que o jogador adversário sinta que está em inferioridade numérica e perca “moral” para fazer o drible. Abraço.

  2. Passe à pressa do pizzi cm a bola aos saltos numa zona perigosa. O adel pára o mundo e corrige o q tava mal num segundo. Incrível

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*