Atacar para Rentabilizar – O Vitória de João Henriques

A chegada de João Henriques ao Castelo trouxe uma melhoria significativa no jogar do Vitória. Para além de ser uma equipa mais competente sem bola, o antigo treinador do Santa Clara tem procurado, ofensivamente, rentabilizar as qualidades de cada jogador, seja na forma como defende, mas sobretudo como ataca.

Em termos ofensivos, a equipa é extremamente perigosa pelos corredores laterais, ora atraindo num corredor para acelerar pelo corredor oposto, ora com envolvimento dos laterais através de sobreposições e em combinações mas também a passar pelo corredor central para chamar o adversário e acelerar fora, mantendo sempre largura máxima em cada ataque, normalmente, conferida por Quaresma e por Edwards. Todas estas dinâmicas se proporcionam com o objetivo de potenciar situações de 1×1 no último terço e de deixar dois dos jogadores mais desiquilibradores da Liga, em igualdade numérica que, logicamente, se transformam em situações de superioridade qualitativa na maioria dos situações pela qualidade individual de ambos. A equipa de João Henriques procura, também, constantes situações de cruzamento onde aparece André André sempre de trás para a frente com perigo.

Contra o Nacional, a equipa vitoriana voltou a evidenciar grande qualidade por fora, também por demérito da equipa insular que nunca foi capaz de evitar situações de igualdade numérica em zonas laterais nem de impedir situações de cruzamento onde Quaresma e Edwards são perigosos. A equipa acabaria por chegar à vitória com três golos a nascerem de situações criadas nos corredores laterais e outras tantas perigosas! O Vitória de Guimarães é, hoje, uma das equipas com maior qualidade no nosso campeonato a utilizar o jogo exterior como arma para chegar à baliza adversária, muito se deve à forma como o treinador português rentabiliza cada jogador através do posicionamento de cada um e às dinâmicas de corredor criadas.

Sobre Pirlo 119 artigos
Apaixonado pelo jogo e pela análise. É o pormenor que me move na procura do conhecimento. Da análise ao jogo, passando pelo treino, o Futebol é a minha grande paixão.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*