José Mourinho. XXIV.

“Nas minhas prelecções defino sempre situações tipo do adversário, ou seja, aquelas jogadas que eles normalmente ensaiam, que são estudadas. O Boavista na manobra atacante apostava muito nos cruzamentos e nas diagonais dos alas, igualmente ao primeiro poste. Disse e redisse estas situações aos jogadores do Benfica antes do início do jogo. Nem de propósito! Na primeira jogada ofensiva do Boavista houve um cruzamento ao primeiro poste, com uma entrada ao primeiro poste e golo. Disse para mim, ‘que jogador é este, o Rojas? Será que ele percebe português ou tenho de falar espanhol para ele entender?’ Logo ali comecei a perceber que havia jogadores no Benfica, que pela sua mentalidade, ou se quisermos, pela sua postura, não poderiam, em definitivo, jogar”

Sobre o primeiro jogo pelo SL Benfica (Derrota por 1-0 no Estádio do Bessa).

“Quanto a mim o Boavista jogava um jogo muito directo. A construção do jogo deles era praticamente feita do Ricardo para os pontas de lança e eu queria que o Costinha fosse um homem fixo na frente dos centrais. Com este posicionamento pretendia que, em termos aéreos, Costinha pudesse ‘limpar’ todas as situações, fazendo com que os meus centrais, passassem a ser os da segunda bola, ou se quisermos, os homens dos ressaltos, para podermos assim anular tranquilamente as acções ofensivas deles. A verdade é que a partir daqui, ganhando sempre a segunda bola, como ganhámos, o jogo decorreu sem uma única jogada de perigo na nossa baliza”

Sobre a vitória no Bessa, aquando da passagem pelo FC Porto

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3043 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

3 Comentários

  1. 'Será que ele percebe português ou tenho de falar espanhol para ele entender?'

    Se o Mourinho sabia espanhol, se o jogador era o Rojas, porquê falar Português com ele?

    Talvez seja por isso que estás à 7(!!) jogos sem ganhar na champions…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*