Olha quem peca também

white corner field line on artificial green grass of soccer field
É provável que noventa por cento da importância do trabalho de um treinador seja durante a semana. Na construção dos exercícios que fundamentam o seu modelo de jogo. Depois há os outros dez. Onde a grande maioria dos treinadores portugueses sucumbe, sempre que nas competições europeias joga fora de casa. A constituição da equipa e as substituições.
O minuto 63 é o mais importante do jogo. A saída de Saviola de campo. Independentemente do que tinha sido o jogo até aí para o argentino.
P.S.- A qualidade individual dos laterais também não ajudou. É notório que Rúben Amorim e Fábio Coentrão fazem imensa falta.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3404 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

9 Comentários

  1. O Schalke ganhou bem, foi muito mais forte fisicamente, teve mais vontade. Tinham algo a provar. Quanto mais o jogo avançava, mais se notava a diferença física.

    Repararam que dois dos jogadores alemães que correram maiores distâncias eram avançados, Huntelaar e Raul? Nos nossos foram médios e defesas.

    Os golos, causados pela falta de concentração dos nossos jogadores, foram com certeza causa directa da intensidade do jogo. Quando as pernas já pesavam.

    Anularam os dois melhores jogadores do Benfica, aqueles que poderiam causar mais estragos no ataque: Coentrão e Martins. Este rematou de longe duas vezes e conseguiram interceptar. Conseguiram sempre evitar que ele rematasse de longe, quando o intentava. O treinador alemão tinha a lição bem estudada.

    Enfim, fica para a próxima. Mas que pelo menos aprendamos lição.

    Receio que tenhamos perdido o Cardozo por alguns meses. Se se confirmar, é catastrófico.

  2. quem joga pra empatar normalmente perde!

    este ao menos não meteu trincos no onze, mas depois tira o avançado errado!

    e que tal experimentar o Salvio e/ou Gaitan a avançado? talvez fosse boa ideia, não?

  3. Xiiiiii oh João, tu és burro que nem uma porta ondulada! Tu não percebes nada do que lês, pois não?

    Quanto ao Jesus, mais q o tirar o Saviola é meter o PEixoto. FDX ja n o aguento!

  4. Olha tu agora sabes o que eu sei?!?! :S

    http://crescernomonte.blogspot.com/2009/08/pre-epoca.html

    escrevi isto à um ano, e a época do Braga acabou por me surpreender. Fui ver o dois últimos jogos do Braga em casa, e o espaço entre-linhas meio-campo defesa é exagerado, o Shaktar soube aproveitar isso, e fez dois golos fáceis pelo centro, a dinâmica a jogar com dois médios defensivos não é fácil, e Vandinho está a ter muita dificuldade a jogar com Luis Aguiar, e claro que isso são problemas colectivos.

    O teu problema PB é não perceberes quem comenta ou não perceberes que as vezes há quem queira comentar, mas há comentários tão fora do post que perde-se a vontade de dar opinião.

    Ah, repara no jogo da Naval, o golo da Naval é muito por culpa do Vandinho, não "ataca" o cruzamento, e está um/dois metros fora do local onde devia estar, o cruzamento saí de uma das zonas mais difíceis para os defesas atacarem a bola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*