Jorge Jesus e o bloco baixo. Onde se fala do FC Porto, também.

A pressão alta das equipas de Jesus é absolutamente admirável. Foi campeão nacional, fez e continua a fazer inúmeros golos fruto de tão interessante e espectacular traço das suas equipas.
Todavia, deverá haver vida para além da dita pressão alta. No dragão, por ter menos um elemento em campo, forçado a defender mais baixo e de forma mais compacta, o SL Benfica mostrou que pode ser uma equipa competente mesmo mudando um pouco a sua identidade. Vários são os jogadores que se sentem confortáveis nesse tipo de registo. Luisão, à cabeça. Não esquecer Javi e, até Jardel parece extremamente forte nesse tipo de jogo.
A opção pelo bloco sempre demasiado alto e pressionante é portanto parte integrante de uma estratégia, que não resulta de uma qualquer incapacidade dos jogadores do SL Benfica adoptarem outra.
Jogando alto, obrigando o adversário a sair por futebol directo, o Benfica com o excelente trabalho de Luisão, Jardel e Javi consegue regra geral manter o adversário no seu meio campo defensivo. Contudo, se mesmo bem subido a equipa de Jesus consegue uma performance no momento da organização defensiva notória, há que perceber que nos momentos de transição, o Benfica não está ao nível da forma como defende em organização. O principal perigo em jogos de elevada dificuldade, tem partido dos próprios jogadores encarnados. A cada golo sofrido, o traço comum parece ser uma perda de bola desnecessária.
E se assim o é. Porque não, depedendo do contexto de cada jogo, adoptar uma estratégia diferente? Faz algum sentido com um resultado de 4-1, sofrer-se dois golos em situações de contra-ataque? Fará sentido o SL Benfica adiantar demasiados jogadores para a frente da linha da bola, na partida da próxima quarta feira, expondo demasiado os seus defesas a potencias perdas de bola!?
A pressão alta e o dominio territorial do jogo são características que devem ser muito valorizadas. Mas, há contextos em que tais situações não serão as mais indicadas.
O FC Porto é uma equipa única na forma como explora as transições ofensivas (mérito para os três da frente). O SL Benfica é uma equipa extremamente débil na forma como defende tais situações. Com uma vantagem de dois golos, fará sentido ser surpreendido em contra-ataque, como aconteceu em Eindhoven? Tem a palavra Jorge Jesus.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3746 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

13 Comentários

  1. Tenho vindo a fazer várias referências a esta situação nas minhas espécies de "crónicas". A esta e ao facto do Javi, que apesar de ser muito bom, é lento, ter que correr atrás dos contra-ataques dos adversários e ainda por cima sozinho no eixo do terreno.

    Continuo a dizer que, para mim, estes são os maiores, se não mesmo os únicos, problemas de maior que vejo no futebol do Benfica.

    A sensação que fica, é que Jesus tem uma obsessão por dominar qualquer jogo contra qualquer adversário, de uma forma algo irrealista tendo em conta as características físicas de alguns dos nossos jogadores.

    Com a lesão de Salvio, se calhar já não é mais do que estratégia que deve mudar, mas também a táctica/sistema. FRANCO JARA parece-me destinado a ter bastante protagonismo neste final de época.

    BENFICA SEMPRE!!

    Cumprimentos

  2. Partilho da mesma opinião!!!não acho o porto uma grande ewuipa a jogar em ataque continuado ,chega a ser até algo inconsequente devido á preocupação que eles têm principalmente no momento da perda,arriscando pouco a entrada dos b2b!!agora em transição rapido são fortissimos e aparece sempre o tal medio no apoio(guarin,beluschi) quando o adversário esta desguarnecido!fechar bem o lado do alvaro pereira é fundamental,já que com o sapunaru o hulk vai ter uma noite de egoismo puro e duro!

  3. Concordo em parte..mas acho o JJ um treinador muito limitado…sabe só uma receita e não passa daquilo.Para jogos com equipas estrangeiras e quando isso se nota mais.Outra coisa é a má preparação que faz para jogos pois estuda muito mal as equipas adversárias.Dou como exemplo o golo sofrido o ano passado pelo Liverpool….No site da UEFA está um video do Gerard a marcar um livre igual, repito igual ao golo que o Benfica sofreu.(O video estava antes da data do jogo).Espero que na 4f o Benfica ganhe. Gostava que BENFICA tivesse um treinador diferente, um italiano por exemplo com vasta experiência internacional.

  4. Concordo. Agora com a perda do Salvio o Benfica tem de abandonar a tentativa que o JJ tem de atingir nota artística. Pode ser um mal que vem por bem. Um banho de realismo, baixando as linhas. Embora preferisse o Salvio a jogar.

    Pode ser que o Ruben esteja aí a rebentar e nos venha dar algumas alegrias e consistência àquele meio campo.

    O Porto joga em contra ataque. Quem o souber contrariar, marcar o Hulk sem lhe dar espaços e obrigá-lo a cometer erros, ganha. A defesa pressionada é vulnerável.

  5. Discordo totalmente.

    Primeiro, porque nenhuma equipa deve abdicar da sua identidade a não ser em situações perfeitamente excepcionais. Baixar as linhas seria perder identidade, mostrar fraqueza ate perante os proprios jogadores e assumir incompetencia.

    Depois, porque o FCP é uma equipa que gosta precisamente de defrontar linhas de equipas baixas, porque valoriza a posse (palavras do proprio AVB). Basta ver que o Benfica apenas se deu bem quando conseguiu pressionar alto e condicionar a posse. As linhas baixas só aconteceram depois da expulsão.

    Para quem critica tanto treinadores… enfim..

  6. PB,
    O Jorge Jesus apresenta muitas limitacoes – Jorge Jesus e o Carnide em geral, e os adeptos do Carnide e tudo isso – que sao insuperaveis. Isto e, nao podes esperar que o Jorge Jesus tenha a capacidade de alterar ou melhorar o que quer que seja no seu jogo porque e algo que nao esta simplesmente ao seu alcance: nao tem a inteligencia.
    Tem mais experiencia do que Villas-Boas, tem inclusive mais conhecimentos – mais horas, dias, meses e muitos anos a praticar e estudar o fenomeno (treinar, ser treinador, experimentar e desenvolver tacticas, nuances, metodos e formulas – mas, e um conhecimento afunilado. Afunilado: resultou numa forma, num conjunto singular de opcoes, aprimorou-as muito bem, e encontrou o seu jeito de ser muito competente. Porque e-o: Jesus e competente. Mas nao e muito inteligente. Nao digo que seja estupido, porque ele nao e, mas, e curto.

    Sendo-o, tem no entanto mais quantidade de melhores jogadores, comparativamente a Villas-Boas, e por isso mesmo espezinhado e humilhado (O Carnide, nao Jesus, porque se ha coisa que o Carnide deve fazer e estar-lhe agradecido), consegue ainda ser competente. O Carnide.

    Agora o que eu pergunto, e:
    Com Saviola, Aimar, Cardozo, Carlos Martins, Gaitan, Salvio, Javi, Luisao, o excelente e internacional Maxi, o quase-perfeito Coentrao, e aquele que e garantidamente um dos melhores guarda/redes europeus da actualidade, como e que o Carnide conjuga todos estes recursos e dinheiro gasto (54 milhoes de euros) mais 18 milhoes gastos em jogadores que ninguem conhece e que vai comprando com a epoca em curso, para ir emprestando (Jesus tem alguma culpa nisto, porque sempre aconselha a compra de muitos brasileiros que depois nem usa, ja no Belenenses fez o mesmo) mais muitos milhoes em ordenados pagos as estrelas, mais, muitas centenas de milhar em comissoes que o vigarista do seu presidente subtrai em cada negocio para proveito proprio … o que eu pergunto e: que futuro tem o Carnide pela frente? Preocupante. E eu digo-o sem que deseje coisas boas ao Carnide. Mas mesmo eu, eu que nao as desejo, fico preocupado com esta forma labrega e criminosa de governo, por parte de um clube que nao obstante reunir 80 por cento de labregos e ignorantes na sua massa adepta, merecia sem duvida mais.

    Merecia mais o que: respeito, sobretudo. E nao merecia levar 5 no Dragao, 4 em Liverpool, 3 em Israel, estar quase a 20 pontos do 1'o quando gastou 6 vezes mais do que esse 1'o, nao merecia ter sido humilhado e vestido a pele de urso ao ver o Porto festejar e conquistar o titulo no seu estadio e, por fim, nao merecia ter passado 15 anos a ficar em 4'o e fora da Europa para que tivesse 1 ano de sucesso e agora caminhasse para outros 15 a ver navios. Porque e isso que acontecera PB. Jesus saira, Saviola e Aimar estao em fim de carreira e so jogam para os vencimentos, Coentrao saira, o Cardozo esta ha 2 anos mortinho para ver o Benfica pelas costas e, no fim, continuara o criminoso a frente do clube – porque sera reeleito em breve -, continuara a massa adepta intutil e incapaz que tem, e continuarao tambem os Vigos, Olympiakos, Hapoeis, chapas 5 em classicos de Campeonato e Taca, e pouco mais …

    A incapacidade e isso: produz sucessos esporadicos, alicercados em muitas centenas de milhoes gastos ao longo de muitos anos, milhoes esses (ja vai em mais de 600 milhoes de passivo) que conduzirao o Carnide a ruptura total. No fim, nao haverao mais regadores que ligar, nem existirao interruptores que desligar, de luzes, ou outros.
    O que em certa medida e bom, porque assim ao menos nao fazem figuras de urso e crescem-lhes menos galos nas cabecinhas …

    Saudacoes desportivas.

  7. Sou Benfiquista e vou aos jogos ao Estádio.Mas se tiverem atenção vão ver que o JJ em jogos internacionais falta-lhe experiência internacional, é bom para consumo interno mas mediano a tocar o fraco em jogos internacionais.Reparem como se apresenta uma equipa para um jogo com o Liverpool com 2-1 em casa da 1º mão, e perde-se a eliminatória(repete a mesma receita para o FCP perdendo 0-5), reparem como a ganhar 4-0 com o Lyon quase que empata o jogo para CH, e esta 3f poderiamos ter vindo para casa com um PSV desfalcado.Estes são alguns exemplos, mas sugiro que procurem no site da UEFA no icon UEFA TRAINNING GROUND o Gerard a bater um dos livres e comparem as imagens.O golo é tirado a papel quimico.Repito o JJ faz mal o trabalho de casa tem que melhorar muito o eu tabalho se quer fazer bons jogos nas provas internacionais.

  8. Este paragrafo resume todo o texto.

    "A pressão alta e o domínio territorial do jogo são características que devem ser muito valorizadas. Mas, há contextos em que tais situações não serão as mais indicadas."

    O que o PB fala, e foi isso que percebi (desculpa se estou errado), não é descaracterizar uma forma de jogar, e sim adaptar esta ao contexto, no fundo completa-la, ou seja, tentar que a equipa SAIBA reagir tanto em bloco baixo, como em alto (tal como faz usualmente, e bem), até porque como o mesmo disse, neste momento tem jogadores capazes (em termos qualitativos) de o fazer.

    Excelente texto, mais uma vez.
    Abraço.

    http://centrodejogo.blogspot.com/

  9. Este MM, para além de ser racista, xenófobo e não gostar do Carnide é, mesmo por isso, um ser perfeitamente abjecto pois mostra um complexo de inferioridade, um ressabiamento e frustrações de proporções épicas.

    Vem falar de um clube que odeia, e sobre o qual não tem nada de opinar e mesmo por isso, no entanto, dando asas a emoções mais fortes, baba-se de fel pelos cantos da boca.

    Se é sportinguista, o que penso que seja, é patético apontar gestões ruinosas a outros clubes quando se há clube em Portugal à beira do precipício, é sem dúvida o Sporting. Sobre este assunto, nem vale a pena continuar.

    Se é portista, deixo aqui um texto para reflexão.

    "Os vários empréstimos efectuados pelo FC Porto nos últimos meses, no valor de 38 milhões de euros, fizeram disparar a taxa de juro média que a SAD suporta junto da Banca. No relatório e contas relativo ao primeiro semestre da actual temporada, a sociedade portista informa que “a taxa média anual dos empréstimos bancários à data de 31 de Dezembro de 2010 é de 6,31%”. No final de Junho do ano passado o valor era de 4,39%, enquanto no final de Setembro estava fixado nos 5,51%. Em apenas seis meses, a taxa média de juro cresceu quase dois pontos percentuais.

    O relatório e contas da SAD esclarece que “contribuindo negativamente para o apuramento do resultado líquido, o resultado financeiro foi negativo em cerca de dois milhões de euros, o que significa um agravamento de um milhão, relativamente ao período anterior, que deriva do aumento do pagamento dos juros e despesas bancárias, pela dificuldade de acesso ao crédito”.

    Apesar da dificuldade, nos últimos meses o FC Porto esteve muito activo nos pedidos de créditos bancários. A 28 de Junho conseguiu 4 milhões de euros e a 4 de Agosto fechou um novo empréstimo, desta vez no valor de 13 milhões. No dia 7 de Outubro surge um novo crédito, de 12 milhões, e a 17 de Dezembro foi a vez de fazer um empréstimo de 9 milhões. No total, são 38 milhões em novos créditos e que justificam a subida da taxa média de juros.

    PASSIVO NOS 161 MILHÕES
    A 31 de Dezembro, o FC Porto SAD tinha empréstimos num valor total de 86,2 milhões de euros, o que significa cerca de metade do passivo da sociedade, que está fixado nos 161 milhões de euros."

    Até agora já pediram mais do 50M€ emprestados à banca, e ainda não chegámos ao verão.

    PS. Para os maldizentes, o passivo do Benfica está em cerca de 350M€.

  10. Caro MM,

    Obrigado pelo abrir de olhos a todos os benfiquistas! De facto têm sido dois anos de penúria na Luz, com exibições fracas, assistências miseráveis, e ausência de títulos…até levamos 4 a 1 de um clube vizinho de Lisboa e tudo.

    Muito triste, O Benfica caminha para se tornar o novo Belenenses. Ao contrário de outros clubes de Lisboa (como o Belenenses e o Atlético) cuja pujança chega a assustar. Jesus e LFV para a rua já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*