Domingos, o mestre dos resultados?

white corner field line on artificial green grass of soccer field
Em Maio de 2009, antecipavamos o que poderia ser o SL Benfica com Jorge Jesus.
Arriscamos agora o que poderá ser o Sporting de Domingos. Se daqui por dois anos, ao reler este post, o erro for aproximado ao do que esperávamos de Jesus, então saberemos que não estávamos longe da realidade.
Defesa
“Também sabemos fazer campo curto”. A frase é do próprio Domingos, ainda habitava em Coimbra. Os momentos defensivos, em especial este campo curto, são o melhor traço das equipas de Domingos. A sua linha defensiva joga subida e bastante próxima dos médios. Os dois sectores juntos formam um bloco quase impenetrável. As dificuldades de penetração no corredor central que o Benfica encontrou (particularmente quando não teve Aimar) foram mais que evidentes. Ao contrário de Jesus, o pressing não é tão próximo da grande área adversária, facto que possibilita o consentimento de algumas bolas nas costas da defesa. Nada que possa ser considerado problemático, tendo em conta a qualidade dos adversários que encontrará na Liga Portuguesa. Relembrando a eliminatória com o Benfica, apenas Aimar pelos seus movimentos verticais queimando sectores do Sporting de Braga, parece ter percebido como poderia o Benfica ultrapassar o excelente e muito compacto bloco defensivo (onde se deve incluir também todos os médios) bracarense.
Ataque
As combinações ofensivas surgem essencialmente nos corredores laterais. Facilmente naquele espaço as suas equipas juntam três jogadores, que por norma são capazes de fazer a bola chegar à área em cruzamento, ou ao(s) médio(s) centro para rodar o jogo no sentido do corredor lateral contrário. Não impressiona o jogo ofensivo interior, e por vezes dá a sensação de que se depende em demasia da inspiração do momento dos jogadores mais ofensivos.
Transições
Porque no processo ofensivo não envolve demasiados jogadores próximos das zonas de finalização, a transição defensiva é por norma segura. A ofensiva depende sempre da zona onde a bola é recuperada. Por norma tal sucede próximo da linha do meio campo, onde a equipa se encontra mais concentrada no momento defensivo. Melhores jogadores, obterão melhores resultados.
Possíveis expectativas:
– Seguramente que teremos um Sporting bastante mais forte nos clássicos (relembre a senda quase infindável de derrotas nestes jogos nos tempos mais próximos);
– Melhor comportamento defensivo, repercutir-se-à obrigatóriamente em muito mais pontos na tabela classificativa;
– Maior controlo e eficácia nas provas a eliminar. No fundo, poder-se-à esperar uma espécie de “italianização” do futebol do Sporting.
A rever:
– Não investindo em dois ou três jogadores de cariz ofensivo (um avançado forte, rápido e de boa téncica) de valor indiscutível, o Sporting poderá perder até o bom trabalho defensivo que é apanágio do Sporting de Braga de Domingos. É que em Alvalade haverá mais riscos para correr. Os adversários fechar-se-ão ainda mais, e o pontinho será suficiente para fazer as capas dos jornais. Terá de ser Domingos a ir à procura do resultado.
Expectativas face aos adversários:
– Mantenham o FC Porto e o SL Benfica as suas equipas técnicas e no imediato será complicado subir lugares na classificação. Mas, há que esperar mais luta e maior proximidade ao grupo da frente.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3746 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

14 Comentários

  1. Caro PB,

    gosto deste blogue, há posts q são interessantes, mas também tenho de te dizer que falar no fim é facil, e tu varias vezes limitas-te a criticar quem perde e a elogiar quem ganha.

    O caso do Mourinho foi evidente, mas quem carregar ali no "tag" do Domingos vê o verdadeiro bailado de opiniões q já tiveste sobre o homem. Já o elogiaste quando ganhou, mas também já o "enterraste" umas 100 vezes de cada vez que perdia.

    Fica-te mal destacares posts antigos teus quando já disseste tudo sobre o homem. Assim qualquer um acerta…

    Eu sei que não é o caso, mas às vezes pareces o Rui Santos a falar depois do jogo, dá a ideia que não percebes nada disto.

  2. PF, parece-me a mim que mais que antes do jogo que isto não é possivel (o homem ainda não confirmou que estará no sporting para o ano).

  3. lol. realmente Pb tens que admitir que em relaçao ao domingos falhaste redondamente. elogiaste, criticaste, elogiaste, criticaste e voltas a elogiar. Tu percebes de futebol, mas deixas te iludir pela forma "espectacular" como certas equipas jogam, sendo que muitas vezes nao jogam nada de outro mundo. refiro me sobretudo aos elogios ao jorge jesus. ha ali algumas deficiencias obvias. é obvio que é um bom treinador, dos melhores em portugal, mas nao esta ao nivel dos melhores a nivel mundial como tu e a comunicaçao social portuguesa tanto nos tentaram fazer crer. ja o domingos parece me estar num outro nivel, tem uma melhor perspectiva do "jogo", teve sucesso em todas as equipas que treinou, teve um enorme sucesso em braga( em muito superior ao de jorge jesus) foi perdendo ao longo destas duas epocas inumeros jogadores importantissimos e soube sempre adaptar se a isso.
    as equipas dele nao sao um regalo para os adeptos de futebol, mas como ja disse aqui num post as uns tempos atras, mais tarde ou mais cedo vais perceber que te enganas te redondamente em relaçao a ele. e mais tarde ou mais cedo vamos todos perceber que o domingos nao sera para este campeonato
    jorge

  4. Mas vai para o Sporting, PB. Acho a avaliação das expectativas correcta, mas ao contrário do PB julgo que o Sporting precisará isso sim de 5 jogadores de enorme qualidade e dois deles directamente para o eixo defensivo. Sem isso, adeus. A questão do guarda-redes é outra que está em aberto: Patrício não é aquela «bala» que se fala, tem oscilações de rendimento, vai do bom ao óptimo e desce abruptamente para o péssimo de um jogo para o outro. Construir uma equipa tendo como «exigência» a titularidade de um guarda-redes, como é o caso, só é acietável se o keeper for de excepcional qualidade, como foi o caso do Baía no Porto, durante largos anos. Abraço

  5. Parece-me bastante óbvio o último parágrafo.

    O Jesus não é um treinador habituado a andanças da europa e da "champignons" league.
    Mas "acradito" plenamente que se o benfica lhe der as condições necessárias (leia-se não vender jogadores como ramires, di maria e david luiz, sem acrescentar substitutos em condições para o lugar; ou leia-se estrutura técnica e administrativa)
    mas para consumo interno acho que não têm nenhum treinador mais capaz para ser campeão.
    Há a questão física dos jogadores, bem como a questão da motivação, que aí não sei que alterações ele poderá fazer.

  6. Bem, talvez estejam a ler demasiados elogios onde não os há. Os elogios são para a forma como defende, mas mesmo ai, há um "a rever". No Sporting terá de criar muito mais oportunidades de golo para poder ser feliz. Será que na procura de mais oportunidades não se poderá perder o q de melhor as suas equipas tÊm?

    Terá tb outra desvantagem. No Braga demasiadas x a equipa limita-se a defender muito bem, e chega ao golo de bola parada. No Sporting isso n será tão fácil assim. Pelas caracteristicas dos seus jogadores, essencialmente. Pela altura e pela forma como atacam a bola no ar. A menos que se mude radicalmente o 11.

    Portanto, aos que só estão a ler elogios, talvez seja melhor reler tudo de novo.

    BigSousa, o que está a dizer nas entrelinhas é que o Patricio há que sair para entrar o Artur 🙂

    e será q o Benfica n vai atacar tb o Artur, ou já está preso?

  7. Jorge, quanto à avaliação do trabalho do JJ, não creio que em 2 anos, 3 titulos (um de campeão nacional) e uma semi final e uns quartos finais da europa tenha sido pouco. Pelo contrário, os seus resultados ainda superaram as minhas expectativas.

    Se o Benfica abdicar dele, só terá a perder (ainda que tenha algumas duvidas sobre a forma como lidera o balneario. Mas, isso não se consegue ver no campo).

  8. pb, isto é um exercício talvez interessante mas porquê esta obsessão com a futurologia?

    agora que, finalmente, o legado do jesus no braga terminou, seria possivelmente interessante comparar os resultados de jj e do domingão no minho.
    o jj fez 50 ptos num campeonato (5º lugar) – o domingos fez 71 (2º)
    jj ganhou a intertoto (acho francamente bom) – domingos chega à final da liga europa (acho espectacular) (aliás o braga fez este ano melhor figura na champions que o próprio benfica de jesus)
    ou seja, julgo que, se o jesus teve uma performance interessante em braga, o domingos não lhe fica atrás, pelo contrário.

    acho que um tem sido sobrevalorizado, o outro subestimado.

  9. uma coisa eh certa: aquela teoria da treta de que o Domingos andava apenas a aproveitar o que o jesus fez no Braga nao so cai por terra como me parece que face ao treino fisico do jesus o Domingos tem ainda mais merito.
    Domingos claramente o melhor treinador da historia do Braga! Se tem perfil para um grande em Portugal? talvez nao por gostar de jogar mais defensivamente mas tambem nao podemos dizer isso tal linearmente ja que nunca treinou uma equipa com jogadores que lhe permitam atacar e assumir completamente o jogo.
    Nao nos esqueçamos que 90% destes jogadores eram desconhecidos ou dispensados dos grandes!

  10. Domingos no Braga? Claramente o melhor treinador da historia do clube. Disso nao podem restar duvidas.

    Agora tambem vos digo: nao e DE TODO a mesma coisa herdar uma equipa do JJ (tenha o Domingos o merito que tiver, que o tem) ou herdar este conjunto que se equipa com a camisola do Sporting, que nao tem quaisquer principios de jogo (continua a ser confrangedor ver que os jogadores NAO SABEM o que fazer com a bola no ultimo terco do terreno! Tudo deixado a "inspiracao do momento"… assim tb eu era treinador), nao sabe defender (exasperante ver os jogadores correrem km atras da circulacao de bola do… Setubal!) e foi futebolisticamente torturada por luminarias como PalSerj e Jose Couceiro.
    Veremos nao so se o Domingos tem unhas para treinar um grande, mas sobretudo como se sai tendo praticamente que construir tudo a partir do zero. O Sporting, sobretudo nos jogos em casa, e mau demais para ser verdade.

  11. Oi intrigante tópico , adorei mesmo muito, penso que poderiamos fcar amigos de blog 🙂 lol!
    Tirando as brincadeiras chamo-me Bruno, e assim como tu escrevo paginas embora o tema do meu space é bastante distinto de este….
    Eu escrevo sites de poker sobre bónus sem depósito sem arriscares do teu bolso……
    Adorei imenso aquilo li aqui outra vez
    Voltarei!:)
    Ps:desculpa o meu portugues

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*