Mundial U20. Prémios finais.

Onze: Areóla, Varela, Lichnovsky, Zouma, Digne, Pogba, Oliver, Quintero, Thauvin, Nico Lopez, Jesé.
Onze alternativo: Dani Sotres, Manquillo, Bernat, Vergara, José Gimenez, Uçan, Suso, Campaña, Bruma, Deulofeu, Castillo.
Melhor Jogador – 
1º Oliver Torres. Fantástica a sua tamanha qualidade. É um dos mais jovens no Mundial (de novembro de 94), mas já o melhor. Futebol a fazer recordar o enorme Iniesta. Qualidade técnica e criatividade ao nível dos tradicionais baixinhos de Espanha. Vai somar valores de transferência inacreditáveis.
 2º Thauvin. Extremo esquerdo francês. No meio de tanta primazia pelas qualidades físicas, que tanto determinam o sucesso em competições onde todos têm a mesma idade, um pouco de criatividade e qualidade técnica. Com enorme capacidade na zona de finalização, Thauvin chegará em pouco tempo à principal selecção de França e a clubes importantes.
3º Quintero
“Portugueses” no “Estrangeiro”:
Gianni Rodriguez. Muito difícil acreditar que possa a vir ter qualidade para uma equipa de forte cariz ofensivo. Gianni é incapaz de progredir com a bola no pé. Ofensivamente é inexistente, e defensivamente apresenta lacunas, que ainda assim, são passíveis de ser corrigidas. A falta de talento impedirá o sucesso num clube proeminentemente ofensivo.
Jim Varela, Cláudio Correa e Vionn. Praticamente sem minutos.
Quintero. Um enorme talento descoberto pelo “lateral esquerdo” durante o Sudamericano em Janeiro, bem antes de ser associado a qualquer clube português. Após uma observação já se predizia vir a ser de nível mundial o colombiano. O Mundial U20 confirmou o Sudamericano. Jogador com uma qualidade técnica assombrosa, de imensa criatividade. Tudo aliado a grandes qualidades na finalização. É um miúdo bastante jovem, que em duas épocas explodirá para a galeria dos melhores.
Derlis. Talentoso. Porém, ainda a um nível bastante longe das exigências europeias. É um dos mais novos do Paraguai e com mais potencial. Precisa, porém, de estímulos mais fortes, porque de momento o que tem está longe de chegar. Há que trazer o miúdo de volta para a Europa.
Jorge Rojas. Uma aceleração incrível. Semelhanças com Salvio naquilo que o argentino tem de melhor e de pior. É um extremo direito que enquadrado se liberta facilmente do adversário directo. Aparece com qualidade nas zonas de finalização, mas denota menos soluções / criatividade que o que seria óptimo. Vai crescer muito na Europa, mesmo que na segunda Liga portuguesa.
Eric Dier. Um dos poucos totalistas de uma Inglaterra que continua à procura de talento. Tem uma qualidade tremenda e normalidade na sua carreira será chegar à selecção principal. A única dúvida a colocar todo o potencial em causa prende-se com o uso que o seu clube se prepara lhe dar.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3380 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*