O culto da tomada de decisão promove a robotização do jogo. Será?

Educar para a melhor decisão limita a criatividade e mata os jogadores. Os “novos Mourinhos” estão tão preocupados com a tomada de decisão que não dão liberdade para os jogadores fazerem coisas novas e fugirem do correcto.

E depois o Pjanic faz este passe, e entre outras opções que não eram más (passe para a direita que era onde havia menos defesas e o colega ia ter espaço e tempo para decidir, provavelmente progredir e aproximar a equipa do golo) a escolha do menino foi “comer” 8 adversários e meter um colega em situação privilegiada para finalizar.

Esta é sem dúvida a melhor decisão. Só está ao alcance de predestinados, porque nem toda gente tem a capacidade para realizar aquele passe, mesmo que o identifiquem.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3744 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*