Individualidades a ganharem todos os duelos… individuais, mas foi o colectivo a sair com três pontos da partida.

Eis o melhor resumo do jogo.
Jogadores do FC Porto a passarem fácil em todas as zonas (excepção onde pisava Enzo) e o magnífico restabelecimento de equílibrios, conteções e coberturas da equipa de Jesus. Um Benfica inexistente ofensivamente, muito porque, já se sabe, contra laterais top, Salvio perde, perde, perde. Lima idem, Talisca idem.
Mais do que nunca foi possível perceber a diferença entre FC Porto e SL Benfica. Grandes individualidades (Como cresce Óliver!) contra um grande colectivo.
Ainda que na luz more um milagreiro, a partida de Enzo será suficiente para deixar tudo completamente em aberto. Pouco sobrará de nível top na equipa de Jorge Jesus. 
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3416 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*