Júlio César e a fortuna.

Hoje, muita sorte na forma como o Benfica sai do dragão com um resultado positivo. Do ponto de vista ofensivo, um Benfica inexistente. Com as individualidades do Porto a demonstrarem o que já se sabia – muito melhores, a vencerem constantemente os duelos. O Porto com algumas chances de golo criadas, entre o azar dos postes, e uma organização defensiva competente de Jesus, fica um Júlio César bastante diferente de Fabiano, sobretudo nos lances de golo para uma e outra equipa.
Hoje não há o que criticar em Lopetegui, porque não foi inferior ao adversário. Criou mais, concedeu menos, não finalizou. Não se engane porém, o Porto não fez o melhor que poderia fazer para desmontar o Benfica.

Deu para perceber o que é Oliver Torres?!

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3407 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*