Tomada de decisão. Entender o jogo. O que separa os futebolistas dos jogadores da bola. E porque com jogadores da bola ganhas às vezes mas nunca ganharás com regularidade.

Da série, “O Cérebro é um orgão maravilhoso. Toda a gente devia ter um”.

Não importa quão vistoso o futebolista é. Tão pouco os habituais chavões com que os jogadores rápidos e de drible fácil são brindados por quem segue os jogos. Numa equipa que vença regularmente, ou que o pretenda fazer, não cabem jogadores incapazes de ver e interpretar o jogo. 
Vitor Andrade é um não jogador de futebol, com potencial para ser adorado por quem não entende o que realmente aproxima a equipa do sucesso. A tomada de decisão. Com potencial para ter minutos em equipas que não o são verdadeiramente. Que apenas juntam onze jogadores sem ligações entre si.
Vitor Andrade já entrou de início na primeira liga num jogo do SL Benfica. Agora pense.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*