“Lopetegui não sabe motivar” José Aguiar.

A frase é de um cronista e retrata a ideia geral que todos têm das competências dos treinadores, quando não percebem um pouco sequer do que é o seu trabalho.
Qualquer coisa não está bem, mas não se sabe o quê? É o treinador que não sabe motivar.
Quando no clube um pai aparece a contestar algum treinador, já se sabe. Esse treinador não sabe motivar…
É difícil perceber exactamente o que é o “motivar”.
Alguém acredita que treinadores como Jorge Jesus sejam capazes de motivar da forma como o público em geral idealiza o “motivar”? O que é motivar? Dizer a Sicrano ou Beltrano que é muito bom jogador e que vai resolver o jogo? E como que por magia o atleta passa automaticamente a ficar “motivado” e resolve mesmo o jogo?
A confiança num atleta é algo absolutamente determinante. O mesmo jogador é um quando confiante e confortável no jogo e no modelo, e outro totalmente diferente para pior quando duvida de si e do modelo.
Todavia, a confiança não advém das palavras. A confiança aparece quando há sucesso. Quando as acções realizadas pelo jogador são bem sucedidas! A equipa torna-se confiante quando o modelo a aproxima da vitória. No fundo, é muito mais o modelo a levar à confiança pelo sucesso que possibilita do que o contrário. Inserir o jogador num modelo que ofensivamente lhe garanta muitas linhas de passe, muitas e diferentes opções ao portador, sejam em apoio, ruptura ou cobertura e todo e qualquer instante, ajudará a que as suas acções tenham maiores probabilidades de sucesso, do que obrigá-lo a definir sozinho. E é deste sucesso que depois chega a confiança e a motivação. E não o contrário! Passar a tal confiança via oral tem um impacto reduzidíssimo quando não estão criadas condições para que o sucesso seja contínuo.
Lopetegui até poderá ser fantástico a motivar, ao contrário do que é sugerido. Porém, tal é absolutamente irrelevante se o que realmente faz aumentar a confiança e a motivação não estiver presente.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3008 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*