Controlo da profundidade. Tondela empata em Alvalade.

Não é só a última linha que tem de reagir posicionalmente à bola coberta / bola descoberta. O “sobe” e “desce”, “baixo” e “alto” no campo é trabalho também do guarda redes. Rui Patrício, já aqui referenciado com um dos mais fortes guarda redes da Europa no 1×0+GR, é também, e também aqui já previamente o mencionámos, um dos menos capazes na leitura das situações de jogo que requerem controlo da profundidade.

A bola já saiu há instantes e Patrício já saiu rápido da baliza, e ainda tão atrás na imagem documentada. Está praticamente, depois de sprint iniciado há já um segundo, onde deveria estar perante a situação de jogo (defesa que vem a baixar para controlar as costas, desmarcação de ruptura e bola descoberta).
Curiosidade. Há dois anos atrás num curso UEFA B organizado pela FA, num dos módulos em que se falou de guarda redes foram apresentados dois videos. Um dos bons exemplos no posicionamento (video de Neur) e outro dos maus exemplos (video do guarda redes português).
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*