Diferenças em construção. Do FC Porto ao Vitória.

Um FC Porto que estica a todo o instante.

Um Vitória de pouquíssimos recursos, mas com ideias na fase em que mais dificuldades demonstrou o FC Porto em Tondela.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3042 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

3 Comentários

    • Essa é a pergunta para o milhão de euros!
      Tendo em conta que o VFC apresenta uma ideia de jogo bastante propicia para o Gauld a minha única explicação será….birrinha por ser um jogador do Sporting.

      Confesso que sou fã do Ryan Gauld e penso que o VFC só teria a ganhar com a inclusão dele no lugar do Fábio Pacheco (para uma melhor construção) ou do Mikel (fornecendo melhores soluções aos colegas de ataque).

  1. boas ideias ofensivas sim mas com o momento defensivo bem trabalhado principalmente quando perdes a arriscar,senão levas 4 e sim conheco bem o Fábio(fomos colegas)não é um criativo como o busquets mas é importantissimo numa equipa como o setubal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*