Ideias do clube na Seleção – Neymar a servir para o golo de Coutinho

Neymar a fixar, na faixa lateral, os seus marcadores – Zabaleta a fazê-lo, tantas vezes, homem a homem, Enzo Pérez e os interiores de olhos no que o craque do Barcelona poderia fazer. A chave estava em Philippe Coutinho, a procurar espaços que reconhece do seu clube, o Liverpool.

A assistência sai com um leve toque. Atrair, servir. E o resto é Coutinho a sair de casa e a correr para o interior do terreno de jogo até estar no lugar certo para fazer um grande golo.

 

Avatar
Sobre Luís Cristóvão 103 artigos
Analista de Futebol. Autor do Podcast Linha Lateral. Comentador no Eurosport Portugal.

7 Comentários

  1. Bora elogiar o Barça por tudo e por nada? Bora!

    Mérito quase total para Coutinho neste lance, procurou bem o espaço, o passe é bom mas não é o que faz a diferença, o que faz a diferença é ele ser só o melhor rematador de fora da área do futebol actual.

    • Caro Nuno, releia o artigo. É que tanto o artigo como o seu comentário consideram que a diferença está no Coutinho. O clube referido até é o Liverpool! Agora, é exatamente por colocarmos a hipótese de que o futebol é muito mais do que um jogo de remates que este site existe. Concorde com ela, ou não, considere-a. Abraço!

      • O título claramente induz para o Barcelona, mas é o Liverpool que está efectivamente no artigo, devo ter lido de soslaio ou nem ter lido e só vi o vídeo.

        Para mim o futebol também é bem mais que um jogo só de remates, mas a nossa obsessão pelo jogo e por tentar compreende-lo melhor por vezes faz-nos dar demasiado valor a acontecimento x para compreender y, por este (x) não estar tão à vista, quando na realidade o acontecimento y teve mais valor que o x, a nós é que nos apetece valorizar mais o x por termos compreendido melhor o todo e por este não estar tão à vista de todos os que olham para o espectáculo.

        Analisando o lance do golo e dando só a minha perspectiva (como é óbvio): o passe do Neymar é bom mas o homem que marca o Coutinho nunca pode fazer a marcação dando o lado da sua baliza, o jogador que depois fica 1×1 também nunca pode dar o meio daquela maneira, era preferível que o tivesse induzido a jogar com o pé esquerdo em momento de definição (remate/passe) pois além de o ter de fazer numa zona com muito menos ângulo (numa situação de remate por exemplo), iria obriga-lo também a jogar com o seu pior pé.

        Abraço!

        • Já agora e não precisam de aprovar este comentário, se puderem fazer uma análise à Argentina neste jogo podia ser interessante ou também até ao Brasil, mas estou curioso sobretudo em relação à Argentina, é que vi só a 2º parte e o que vi foi tão mas tão mau, que até dói.

    • Caro Luís Cristóvão

      Complementando o comentário anterior eis mais um exemplo de pura loucura.

      http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=640194

      Coman dois meses parado
      11:47 – 11-11-2016
      A- A A+
      Kingsley Coman, internacional francês que representa o Bayern por empréstimo da Juventus, lesionou-se com gravidade ao serviço da seleção e vai ficar sem competir até ao final do ano.

      O jogador, de 20 anos, contraiu uma rotura dos ligamentos externos do joelho e uma rotura ligamentar do tornozelo esquerdo, tendo pela frente dois meses de recuperação.

      Coman cumpre a segunda época ao serviço do clube de Munique, na condição de emprestado pela Juventus.

  2. Coutinho em grande forma, a juntar-se aos monstros Hazard, De Bruyne e Sanchez na Premier League.
    Neymar têm que começar a entrar no top 3 para o melhor do mundo.
    Uma nota para Fernandinho que parece que entrou num nível acima do esperado desde que está com Pep no City. Grandíssimo jogador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*