Uma parte de puro talento

FUTEBOL - Zivkovic, durante o jogo SL Benfica Vs Derby County FC, para o Algarve Football Cup, no Estadio Algarve, em Loule. Sabado, 16 Julho de 2016. (ASF/CARLOS VIDIGAL JR.)

E todo um jogo de pura maturidade.
Carrillo, a um nível ainda não visto na presente temporada. Finalmente a mostrar o porquê de tanto elogio no passado. Pela sua capacidade para acelerar somente no momento certo. Zivkovic com um critério e qualidade técnica a jogar e a fazer jogar a equipa, Rafa tão desequilibrador na criação como tem sido inócuo na finalização, mas sempre com imensa qualidade a colocar em problemas sucessivos a oposição, Gonçalo numa das suas melhores partidas, porque mais simples, mais tranquilo, aparentemente menos preocupado com o resolver no individual. Nélson Semedo sempre com critério, drible e velocidade, e Pizzi a gerir a orquestra.

A velocidade com que acelerava no último terço, criando lances de perigo sucessivos, só encontrava paralelo na qualidade de decisões e na paciência com que chegava devagarinho e consecutivamente ao corredor central e nas costas dos médios vimaranenses. Toque, toque, toque, e de repente bola em zona promissora e acelera.

Em Guimarães, a primeira parte trouxe um Benfica sempre a jogar em ritmo pausado, a trocar com qualidade, a esperar o momento, e sempre que identificava e bem o tempo certo para investir, talento e velocidade dos jogadores mais adiantados a criarem um jogo electrizante nas zonas de criação.

Um Benfica adulto, talentoso, conhecedor dos momentos do jogo e de imensa qualidade técnica e criatividade na resolução ofensiva dos problemas.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 2941 artigos
Creator of the "Lateral Esquerdo", is also a teacher at the University Stadium in Lisbon. Soccer coach, having conquered several national titles in Portugal. Experience as soccer coordinator, and lecturer at various Sports Universities. Author of the book "Build a champion team" from the publisher PrimeBooks.

18 Comentários

  1. O criativo all around.. com maior definição que me lembro de ver no Benfica…. completamente “Messiano”… e crescendo e ficando algum tempo, pode se tornar uma figura em Portugal superior a todos.

  2. E a mostrar um Vitória horrível em organização defensiva… como é possível o 5o classificado da I Liga ser tão permeável?

    • Porque não teve o Central Josué, e falta-lhe o barômetro Rafael Miranda,médio muito importante na ocupação de espaços à frente da defesa!

      Depois o Ruben Ferreira é muito débil defensivamente! Lateral que tem cometido imensos erros, e que justamente não tem jogado ultimamente na Liga.

    • será que foi o 5º classificado que teve um defesa horrível ou o 1º que teve um ataque bom de mais? não estou a insinuar nada. fica para reflexão.

  3. Primeira vez que vi jogar este Zivkovic. Muito bom jogador! Vendo esta partida, fiquei convencido de que o Benfica joga a maior parte das vezes com os alas que deveriam ser suplentes (Cervi e Salvio) em favor deste Zivkovic e de Rafa.

  4. E O GUEDES DECIDE MAL!

    BLA BLA BLA

    (Vamos repetir cem vezes em uníssono e em voz alta, pode ser que se transforme em verdade)

    • O Guedes ontem esteve horrível. Aquela coisa de tabelar, de se desmarcar, de dar apoios… Horrível! A malta do Vitória está ainda com pesadelos! 😉

  5. O Cervi realmente tem um potencial imenso. Mete Guedes, Salvio e Carillo no bolso esquerdo.

    E é ainda o mais competente a fechar juntamente com o seu lateral, o que será um grande bónus já que o Grimaldo voltou ao estaleiro, para ficar.

  6. É absurda a qualidade do plantel nas alas, e todos… ok, quase todos, muito bons também a jogar por dentro. Se pensarmos que ainda há alguns anos, não muitos, a referência, no Benfica, para esta posição era o Vitor Paneira. Apesar dos Taraabts e Djurics, o scouting tem feito um trabalho brutal!

    • O Paneira jogou de 1988 a 1995, no Benfica. Foi há mais de 20 anos, estes que jogam agora nem eram nascidos. Pouco tempo? Puxa.

      Além disso era um grande jogador. Comentário completamente despropositado.

      • Ainda há pouco tempo se falava do Paneira como o grande ala do Benfica, sim. Grande jogador, claro! O facto de ter sido há 20 anos só aumenta a pertinência do comentário: o que agora temos em abundância faltou-nos durante muitos anos: talento nas alas!

        • De acordo!

          Há pouco estava a ler um artigo num site de desporto, que referia a única derrota do Benfica na Taça da Liga em 2007, contra o Setúbal.

          Aqui está o onze inicial dessa partida, mais suplentes utilizados. É de arrepiar:
          Butt, Luís Filipe, Edcarlos, Zoro, Miguelito, Fredy Adu, Bynia, Cristian Rodriguez, Di María, Bergessio, Andrés Diaz, Coentrão, Dabao e Luisão

  7. Como diria o outro: O Benfica tem plantel para lutar pelo 1º e 2º lugar no campeonato. Os melhores 11 não há grande diferença (embora nas laterais e a AC já seja alguma) mas o plantel é incomparável.

    Ederson, Semedo, Jardel, Victor, Grimaldo, Fejsa, Pizi, Rafa, Cervi, Jonas, Mitro
    vs
    Júlio César, Almeida, Luisão, Lisandro, Picanha, Danilo, Horta, Salvio, Zivkovic, Guedes, Raúl
    De fora:
    Paulo Lopes, Kalaica, Yuri, Samaris, Celis, Carrillo, Jovic, Zé Gomes

  8. Foi dos jogos mais”adultos” que vi o Benfica fazer esta época.

    Pizzi, Rafa, Zivkovic, Jonas, Cervi e Guedes são garntia de um campeonato tranquilo. Qualidade e regularidade só moram na luz. É que no Dragão até temos qualidade, mas alicerçada em jogadas individuais e não em dinâmicas colectivas, o que leva á irregularidade

  9. Zivkovic

    Ainda vimos pouco deste jogador, mas a novidade é que não parece tratar-se de um ala puro. Em pequenos pormenores parece ser daqueles que tem o jogo na cabeça e consegue dominar o espaço e o tempo para fazer o passe certo. É mais um Pizzi que um Sálvio. A seu tempo veremos se será uma espécie de Deco. Isto é pensamento positivo. Agora temos de ver se mostra a gana e vontade de defender para ganhar o seu lugar ao sol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*