Marco Silva volta a “enganar” Klopp.

Modelo e estratégia do Watford para a maioria dos jogos da Premier, bem perceptível.

Uma equipa que passa muito tempo em organização defensiva e que investe as suas fichas nos momentos que se seguem após a recuperação da bola.

Sectores próximos e última linha sem se “encolher”, permanecendo sempre uns bons metros acima da linha da grande área, permitem à equipa do treinador português defender afastado da sua grande área, e impedir os sucessivos cruzamentos que são marca de uma Liga em que muito se resolve nas capacidades físicas.

Muito de um possível sucesso passará precisamente pela forma como defende. Ofensivamente, um jogo pouco elaborado, mais preocupado com bola em fazer simples e não ser apanhado desprevenido após a perda, do que propriamente “agredir” adversários em organização ofensiva.

É para explorar os espaços nas saídas rápidas após recuperar que o modelo do Watford está pensado.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3046 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

3 Comentários

  1. Não sei se terá o saber para treinar um grande, jogar em elaboração, ataque continuado, com jogo interior. Neste registo “pequeno” deverá aguentar-se e fazer umas graçolas.

    • Qualquer equipa inglesa e grande, como grande profissional e Marco Silva… gentinha sempre pronta a deitar abaixo, algo que esta em processo de construçao… tristes !!! Boa sorte Marco

      • Não há qualquer deitar abaixo. Não é qualquer equipa inglesa que é grande. Basta pensar se seria igualmente surpreendente olhar para o sorteio da Champions e ver lá um Tottenham, um Watford ou um Newcastle.

        Nesse sentido é óbvio que Marco Silva não trabalha com a pressão de um Guardiola ou um Mourinho e pode fazer outras gracinhas a que estes não se podem dar ao luxo.

        Comentar o estilo de jogo próprio de MS não é de forma alguma atacar o seu profissionalismo. Recentemente um meme a circular na net diz que “nacionalismo é ter orgulho em coisas que não se fez e odiar quem não se conhece”. Andar a elogiar acriticamente alguém é isso mesmo, ter orgulho de coisas que não se fez. A menos que seja da família, aí parabéns por todo o brilhantismo com que MS se impôs no futebol inglês, indo de achincalhado a desejado.

        E muita pena tenho de o meu United não ter corrido com o Slavo para o ir buscar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*