Egoísta ou com pouca visão periférica? Bernardo Silva.

A questão foi colocada pelo narrador de língua espanhola no decurso do lance em que o português optou por rematar numa situação de 3×2.

A decisão do português não é todavia tão má que lhe faça valer os adjectivos. A distância e o enquadramento para a baliza são quase perfeitas, e bastaria os apoios do defesa central estarem direccionados na diagonal para o espaço onde David Silva poderia aparecer, que a melhor decisão seria a que tomou o português. Não foi, todavia o caso, e embora não seja um erro grosseiro de tomada de decisão, havia uma alternativa melhor. De onde optou por finalizar, e tendo em conta a sua capacidade para o fazer, o insucesso do lance chegou tanto pela decisão tomada, como pelo gesto. Porque finalizando dali naquelas condições, Bernardo fará sempre vários golos.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3046 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. É, de facto, uma má decisão. Central pregado ao chão deixaria sempre o Silva em boas condições de finalização. Há, no entanto, outro pormenor a salientar: enquanto esquerdino não sei se Silva finalizaria de primeira (o que o lance pedia após passe do Bernardo). O remate ter saído fraco e à figura ajuda a explanar a deficiência na decisão. Não se ignorem, contudo, todas as outras variáveis que acabam por atenuar a opção.

    Em jeito conclusão, referir que o Bernardo ainda está muito longe do seu futebol, e tem, portanto, muito por onde evoluir (e creio piamente que está no sítio certo para fazê—lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*