Jogar entre linhas. O incrível golo do Sporting.

Há dois dias atrás, aqui, trouxe duas péssimas decisões de Bas Dost que impediram o Sporting de criar dois lances de golo iminente.

Hoje, num lance em tudo parecido com o primeiro do video do Sporting x Juventus, numa brilhante jogada de envolvência colectiva do Sporting, Bas Dost decidiu diferente e totalmente fora da caixa para o que é a sua tomada de decisão em 90 por cento das vezes. Decidiu bem e tomou a decisão mais ofensiva, e a diferença foi:

Não marcou, não assistiu. Mas é seu o golo.

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3009 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

7 Comentários

  1. Acho que exageraste imenso na descrição do 2º lance postado do jogo frente à Juventus. Se ele contemporizasse para fixar um adversário que estava a 10 metros (teria que segurar pelo menos a bola nos pés 2 segundos até que o Chiellini lhe caísse em cima; tendo 2 jogadores praticamente em cima dele no momento da recepção; a provavelmente menos de 1 segundo para efectuar pressão) para fixá-lo de forma a criar uma situação de 1×0 para isolar o Gelson, teria certamente ficado sem bola porque aqueles 2 jogadores que estão próximos iriam cair em cima para o desarmar. Eu acho que ele, face ao cenário existente no momento da recepção e às suas características, tomou a melhor opção. Se não tivesse tomado aquela opção ficaria sem bola e pior que isso, a Juventus estaria em condições de circular a bola para a esquerda (onde o Alex Sandro esteve inspirado) para apanhar o Piccini em inferioridade numérica fruto do adiantamento do Gelson.

    • E eu a pensar que iam falar no 1º golo, em que o VAR não marcou penalty a favor do sporting mesmo com agarrões sucessivos de um defesa ao william…

      Agora sério… esta gente com palas é inacreditável, será que não percebem que este blog fala, sobre futebol? Dinâmicas de jogo, técnica individual, jogo tactico etc…
      Vêm para aqui fazer figuras de tristes. cambada de doentes! Aprendam a gostar de ver futebol!

  2. O Dost na viagem de regresso de Turim ainda deu uma olhada por aqui, o perfil de decisão foi muito melhor.

    Com mais espaço e tempo para decidir também fica mais fácil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*