Criadores de sonhos

Com a perda do clássico número dez, tantas vezes nos dias de hoje são os falsos alas que surgem para provocar danos nas estruturas defensivas adversárias.

Falsos porque apenas ocupam o espaço exterior nos momentos defensivos, ou para ganhar espaço para receber, antes de conduzirem de cabeça levantada para dentro enquando descobrem espaços e criam situações de potencial perigo para os seus colegas.

O regresso em força do 4x4x2 ao futebol Europeu, veio obrigar ao readaptar de alguns dos mais talentosos ao novo jogo, onde a competência defensiva é tão necessária quanto o ter qualidade para dar saídas ofensivas com criatividade e critério.

São ainda alguns os jogadores capazes de encantar as plateias em qualquer época do futebol mundial, que mesmo parecendo terem nascido fora do seu tempo, pela forma sublime como pensam o jogo, o temporizam e tratam a bola sem a pressa dos demais, se destacam pela qualidade do seu jogo, e que mesmo não tendo entrado ou sobrevivido nos grandes do futebol mundial, importa valorizar.

Dani Parejo, o médio centro do Valência, é o centro de todo o jogo da surpresa da Liga Espanhola. Dele se poderia afirmar ser um jogador de último passe. É porém, muito mais do que isso. Dani Parejo é o homem que mesmo no primero passe começa a decidir todo o destino de um lance ofensivo. Sem acelerar, acelera o jogo quando assim o tem de ser. Um criativo que é hoje um dos melhores da Liga Espanhola, mesmo jogando fora do grande centro.

A França regressou Payet. No Olympique de Marselha encontrou espaço para fazer sobressair todo o seu talento, e é hoje um dos europeus com maior capacidade para criar sucessivamente situações de perigo para as redes adversárias. Acelera, trava, sempre de bola colada nas botas, enquanto percebe toda a envolvência. Parte de espaços mais ofensivos que Parejo, e mais do que ligar o jogo, tem se mostrado um criador de excelência. A cada toque que dá, aproxima o Marselha do golo. Um puro dez que faz sonhar todos os que se deleitam com as grandes e criativas jogadas, ao alcance de apenas uma minoria.

 

 

Ainda fora da Europa, mas com o mundo ansioso por vê-lo nas grandes competições, Arthur venceu a Libertadores pelo Grêmio, e só a “nova” realidade financeira do futebol no Brasil, vai impedindo o seu ingresso num dos melhores clubes da Europa. O baixo centro de gravidade, o giro, a qualidade técnica, a forma como conduz, dribla e define, tornam-o um jogador especial. Daqueles que não podes apertar porque ele vai-te ludibriar.

Um sem número de recursos, mas acima de tudo, a capacidade para fazer jogar toda uma equipa ao ritmo próprio com que decide cada lance.

 

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3720 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

1 Comentário

  1. Maldini penso que o futebol moderno está a trazer uma nova forma de pensar o jogo. Creio que cada vez mais acima do sistema se encontram as dinâmicas a personalidade da equipa quer tática quer tecnicamente. Sendo posicional mas deixando de lado todas aquelas táticas simétricas com posicionamentos demasiado simplistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*