Matheus Pereira, a explosão do talento

O jogador emprestado pelo Sporting ao Desportivo de Chaves está a aproveitar o período em Trás-os-Montes para realizar a melhor temporada da sua carreira, e a cada jogo, a percentagem positiva de acções é de tal forma significativa e criativa, que é impossível não o imaginar o quanto antes de regresso à casa mãe, e para ser fundamental.

Para quem não tem acompanhado o nível inacreditável a que se tem apresentado no Desportivo de Chaves de Luís Castro, Matheus tem sido assim:

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3420 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

9 Comentários

    • Parece-me que não. O nível que apresenta agora é devido a jogar regularmente. No Sporting entraria a espaços, apesar de JJ gostar dele (viu-se no ano passado).

      Em Chaves tem jogado e evoluído e, quando voltar ao Sporting, irá ser mais um para jogar no 11 e não estar “a fazer número” nos treinos.

    • Acho que é mais inteligente deixá-lo jogar no Chaves onde tem minutos garantidos e na próxima época chegar ao Sporting com balanço e confiança de titular, no Sporting até poderia ter minutos mas andava sempre em duvida se ia jogar ou não, e a nível de treino com o Luís Castro não deve perder muito em termos de desenvolvimento individual. O caso oposto na abordagem é o Paciência que andava a evoluir a bom ritmo com os minutos no Vitória, com possibilidades de Mundial, apesar de serem curtas acho que estavam lá, para ir aquecer banco no Porto, onde vai estancar sem tempo de jogo relevante e provavelmente fazer a próxima pré-época e sair(se o Porto não vender os outros Avançados). No Benfica também há o caso João Carvalho, que, se calhar, estava melhor emprestado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*