A tarde de Bernardo no derby de Manchester

Com o tempo de jogo a crescer, e ainda para mais, num contexto extremamente competitivo, o português atingiu um nível absurdo. O potencial que se adivinhava cumpriu-se, e Bernardo é no momento um jogador verdadeiramente especial no contexto Europeu.

Integra o lote daqueles que mudam um jogo a cada toque que dão, que o condicionam pela leitura rápida que fazem de cada lance, mas também é hoje um jogador que não perdendo nunca os seus traços cognitivos e altruístas, surge também em momentos de notoriedade. Em suma, não apenas define o rumo de cada lance no sector médio, mas também no último terço está a definir como nunca.

No grande derby de Manchester foi figura de proa. As duas assistências provam como define no último terço, mas é no segundo golo que demonstra a sua velocidade de raciocínio, e como com as suas decisões decide os timings óptimos. Um gesto tão simples, que vale pela ordem que acarreta. Tempo para transitar rápido, e aproveitar o posicionamento mais aberto do United.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3416 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

7 Comentários

  1. Dá um gozo do caraças ver o Bernardo a jogar! E a felicidade dele a festejar, sempre efusivo e de braços no ar, qualquer golo da equipa.

  2. Epa o united nao fez 1 remate à baliza, tirando o penalty. Tem 3 remates ao lado, que se nao me engano sao todos nos primeiros 10 minutos. Não há modelo/ideia/estratégia que justifique isto. É verdade que o city domina como nenhuma outra equipa no mundo, mas o untd não é o bristol ou cardiff. Tenho a maior admiraçao pelo Mourinho, mas simplesmente não percebo. Ver o city é puro entertenimento!

  3. Muito bom mesmo! Tenho de confessar que não esperava que atingisse este nível.
    Aguarda-se também com enorme expetativa um post vosso sobre o Barça Bétis 😁

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*