Uma bela duma chapada

Algumas ideias soltas ao clássico que o FC Porto venceu com inteira justiça

  • Talvez o resultado na Luz ajude os mais incautos a tentar perceber as qualidades do FC Porto. Por diversas vezes tenho referido que não é o estilo de jogo que mais me apraz, mas sempre reforçando a competência dos azuis no tipo de jogo que pretende o seu treinador. E é essa competência que permitiu ao FC Porto fazer duas temporadas com muitos pontos somados;
  • Havia reforçado a ideia que Jesualdo Ferreira passou em primeira instância – Os centrais do Benfica (Sobretudo Ferro) teriam sempre dificuldades gigantescas em espaços largos para segurar os avançados do FC Porto – Ao contrário do que aconteceria no meio campo contrário. Assim foi, e também por isso o FC Porto foi sempre mais perigoso;
  • A primeira parte do Benfica na Luz foi verdadeiramente péssima. Já se sabe que quando espaço escasseia porque pressão mais próxima e agressiva, há jogadores encarnados que erram muito mais do que acertam. A Pizzi, Samaris e Seferovic, juntou-se Grimaldo. E este sim, foi uma surpresa. Mas não foram apenas muitos erros técnicos a fazer pender a balança para o lado azul – A pressa da chegada levou o Benfica a acelerar mesmo sem condições para tal, partiu o jogo e nunca chegou à frente junto em organização ofensiva. Faltou pausa!;
  • Grande controlo defensivo de todos os espaços defensivos por parte do FC Porto – Equipa extremamente bem preparada para fechar e aproveitar os espaços pós recuperação – Soube preparar o jogo para que este favorecesse aquela que é a sua identidade. Controlou e soube esperar o momento em que havia espaços largos para atacar os centrais encarnados – Assim criou os seus vários lances de golo!
  • Luiz Dias e Taarabt – Os dois jogadores mais capazes com bola de todo o jogo. A diferença de ambos para todos os demais no conforto que têm em posse, que lhes permite depois não se desfazer da bola só porque adversário está a chegar, mas antes decidir e definir pela melhor opção, fez deles a larga distância os melhores de cada equipa;
  • O Benfica levou o jogo para uma dimensão onde o FC Porto é superior – Jogo mais partido a provocar mais duelos – O jogo perfeito para Pepe e Marcano estarem a um nível tremendo, resolvendo os problemas que foram surgindo. E o português, então… venceu todos os lances em que participou – Fosse a sair ao espaço entrelinhas, a controlar as costas ou a responder a cruzamentos!;
  • Depois de uma primeira parte muito má, a entrada de Taarabt ajudou o Benfica a subir o nível – Que diferença entre ter quem opta pelo melhor para a equipa ou ter quem se desfaz da bola apenas por receio de a perder – Insuficiente ainda assim. Melhorou bastante a chegada a criação, mas ai ENORME jogo defensivo do FC Porto – maioritariamente nunca permitindo enquadramento aos jogadores encarnados em zonas altas;
  • É muito fácil fazer o totobola à segunda feira, mas e após um sem número de vitórias e um impacto como poucos outros tiveram antes, Bruno Lage acaba por ser penalizado por, embora sempre com um modelo muito ofensivo, ter privilegiado características mais defensivas nos seus atletas – Única justificação para Seferovic e Samaris ocuparem os lugares de Taarabt e Chiquinho. Sabendo que, num modelo em que os alas têm liberdade para não defender, não ter um médio com maior capacidade para comer metros, poderia partir ainda mais o jogo deixando apenas Tino para defender todo um sector;
  • Que qualidade a temporização de Otávio à espera da entrada de Marega no segundo golo do FC Porto! Pensar é sempre o melhor caminho, e nos jogos grandes em Portugal, há poucos capazes de o fazer!
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3630 artigos
Pedro Bouças - Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

31 Comentários

  1. Incapacidade do Benfica em jogar dentro do bloco do Porto.
    Já se sabe que o Porto do Conceição aperta o jogo e tenta que as equipas adversárias joguem por fora (um pouco como fazia o JJ) e o Benfica tentou jogar por dentro mas não foi capaz e acabou por deixar o jogo partir na primeira parte.
    O Lage tem que estudar, desenvolver treino e sistematizar jogo coletivo do meio campo por fora e por dentro, entre linhas e chegar às zonas de finalização criando desequilíbrio, porque claramente ainda não conseguiu criar alternativas coletivas às soluções que o Felix ou Jonas davam.
    Será que o RDT deveria ter ficado no lugar do Seferovic e o Chiquinho entre ele e o Tarabt?
    Elogio ao Porto porque preparou o jogo entendendo bem como implementar as suas virtudes e como mostrar as fragilidades do Benfica desta fase.

  2. Senhor Maldini, que vergonha. Obrigado por nos ajudar a perceber o que se passou. Estou muito confuso, incrédulo, e como benfiquista tenho de fazer um esforço imenso para conter a revolta que neste momento muito delicado do campeonato se abateu sobre a nossa equipa e todos os adeptos que hoje viram o Benfica não fazer nada. Estou farto desta história do Porto vir à Luz e fazer gato sapato do Benfica quando hoje não chega ao Senhor Lage – que muito admiro – dizer que não conseguimos controlar o Porto. Ele tem de nos explicar como é que uma equipa que joga tão bem e e chega a este jogo motivadíssima se vê perfeitamente espezinhada e vexada por um conjunto que jogando contra 90 mil adeptos foi dono e senhor do jogo. Já chega de sermos constamente humilhados e não acredito que isto voltou a acontecer! Em nome do Benfica e de TODOS os benfiquistas quero deixar uma palavra de apreço ao treinador e à equipa do Porto que hoje foi muito superior e mereceu inteiramente este resultado.

    • Serenidade precisa-se. O Porto ganhou e mereceu, mas ninguém foi humilhado. Perdemos um jogo em toda a linha, só isso. Deixaram as debilidades desta equipa explícitas, mas acredito que continua a ser a favorita ao título.

      “Estou farto desta história do Porto vir à Luz e fazer gato sapato do Benfica” – Não tenho a certeza que isto é verdade, mas só alguém fazendo um levantamento dos jogos nos últimos 10 anos.

      • Estamos apenas á 3 jornada, vejo uma enorme reação emocional dos adeptos benfiquistas no jogo de hj que não perfcebo, perdemos um jogo , mais nada do que isso… serve como aprendizado, a época é longa e acredito que o SLB tem melhor equipa para no final do ano ser campeão nacional, e com tempo acredito que se vai melhorar muito anda , parabens ao Porto que foi melhor, mas não é caso para dramatismo, quando o FCP perdeu contra o GV na 1 jornada, ouvi a mesma lambada do lado contrário, menos emoção e mais cabeça,ainda falta muito , serve para se começar a assentar os pés no chão..

  3. Vitória justíssima do FCP e ao mesmo tempo (como já foi referido aqui) a vir ao de cima as dificuldades. Problemas dos centrais já foram mencionados (o controlo da profundidade neste jogo foi fraquissimo, se o Marega fosse tivesse outro recorte tecnico ai ai…).
    O nível de acerto e decisões do Benfica foi péssimo, alias dos piores jogos que vi na era Lage nesse aspecto.
    Apesar de tudo gostei do resultado, para mim este jogo é claro abre olhos (algo que já se foi falando aqui no blog ao fim dos jogos do Benfica), o Benfica terá que pensar muito bem quem pode ser um substituto à altura do Gabriel (pode o Lage estar a preparar a tal alternativa sem sabermos claro, porque muito me supreendeu não ter ido mercado buscar um e se não foi por opção então foi um autêntico tiro no pé). Neste modelo e estratégia a meu ver exigia-se muitíssimo mais ao Pizzi defensivamente (já nem falo do jogo que fez e da distância a léguas do que nos habituou noutros jogos) e finalmente, fui um daqueles a defender a presença no Sefe na equipa por aquilo que dava, mas se é para servir de matraquilhos neste tipo de jogos com defesas que são extremamente fortes em duelos então diria que provavelmente mais apanhar mais porrada em jogos de maior exigência.

  4. Boa noite.

    Vitória justa do Porto. Um jogo previsível, estando aí o grande demérito do Benfica.

    Como o próprio Lage refere, era previsível o posicionamento do bloco, o retirar de espaço interior (entre posições e setores), o momento da pressão… Porto muito confortável.

    Estava a contar com chiquinho e rdt (dupla rdt e seferovic não funciona neste momento, pode vir a funcionar…) para melhor capacidade em dar opções… mas principalmente com um melhor aproveitamento dos corredores e decisão no último terço através de cruzamentos,onde Avançados estiveram completamente passivos, sem definição de espaço a atacar e onde quase todos os cruzamentos procuraram primeiro poste (em ninguém, ou melhor, no pepe). Aí pareceu-me claramente ausência de trabalho semanal. Se vão dar os corredores (e Benfica chegou com espaço várias vezes a situações de cruzamento), porque não aproveitar isso. Até porque Gabriel não está…

    O ataque posicional do Benfica, tem essa grande limitação na minha opinião, não tem a variabilidade necessária. Assim começa a ser previsível para adversários, havendo momentos que a falta ou a desinspiracao de alguns jogadores não vai permitir sucesso.

    Sobre o mérito do Porto, é precisamente isso que falaram. Como já opinei antes, uma equipa com uma ideia, uma forma de jogar, terrível, para aquilo que é um clube como o Porto e num campeonato como o nosso. Mas que o faz bem, que tem competência e jogadores que encaixam nisso como é normal. Com outra “complexidade”, não me parece que jogadores chegavam e em uma semana se tornavam preponderantes, como é o caso de uribe. Convenhamos dizer que muitas equipas do nosso campeonato são competententes dentro desta forma de jogar, normal.

    Pepe limpou tudo que era cruzamentos sim, no entanto em situações de 1×1 fez sempre falta. Um jogador que gosto, mas realmente já na época passada mostrou muitas dificuldades.

    Sobre o jogo, convém dizer, porque tb é importante para aquilo que pode ser o jogo, que na segunda parte praticamente não existiu jogo. Constantemente parado. O que é mau.

    Salientar outro aspeto muito importante, Lage foi igual na derrota, aquilo que tinha sido na vitória. E tanto precisamos disso no nosso futebol. E quando se está ligado ao jogo, e a jovens, como treinadores, bloggers, empresários, consultores (ou até como um pouco de tudo), importa focar e dar relevância a estas questões. Pois são destes exemplos que precisamos e não dos que colocam constantemente dúvidas às vitórias dos outros, lideram pelo nós contra todos, e fazem de todos os outros, bonecos, que não o são.

    Mais uma vez, não adianta se falar para os da CMTV, eles não vem cá ler e já levam belas chapadas todos os dias (uns dos outros).

  5. Leio com agrado o vosso blog, compartilho de muitas das vossas idéias e aprendo muitíssimo com os vossos ” posts “. Por isso muito me entristece que façam um branqueamento sobre essa criatura anti-futebol, chamada PePe. Um fulano que faz o que ele fez a um colega de profissão e fá-lo reiteradamente, não merece qualquer elogio. Um blog como o vosso, sempre tão moralista e defensor da existência de uma verdade ética no jogo, não podia nem devia ser complacente com este tipo de jogadores. A violência não pode ser uma arma e os meios nunca justificam os fins.

    • Estou de acordo com esta ideia. Ainda que o FCP tenha sido superior, a postura que mostrou revela ser de equipa de segundo escalão, procurando sempre o confronto e picardias que em nada dignifica o desporto. O comportamento de Pepe e Corona durante todo o jogo é vergonhoso. Aliás, o amarelo a Marche, tão cedo na partida demonstra um pouco essa atitude.

  6. Deixo apenas uma questão: Não vi ainda estatísticas sobre o tempo de jogo útil, mas arriscaria dizer que foi das mais baixas de sempre… acham que pode ter sido estratégia do Sérgio Conceição pedir a todos os jogadores que procurassem queimar tempo e quebrar o ritmo de jogo com paragens, ou terá sido apenas circunstâncias do jogo?

    No resto, de acordo. Um Porto muito mais capaz de explorar as deficiências do Benfica que o contrário, por isso nada a dizer quanto à justiça do resultado.

    • Não foi uma chapada. Foram várias. Incrível como o Porto manietou e explorou FINALMENTE as clareiras pós perda do Benfica. Estavam lá há muitos jogos. Despidos.
      E tivesse melhor acerto na definição e finalização…o que teria sido.
      Um jogo, apenas. Mas tão límpido.

  7. Este ano o meu FCP tem um Guarda Redes que pode usar como apoio de controlo de bola, o que ajudou a ter bola na primeira parte. O Porto teve mais 2 situações claras para golear, Odysseas faz 2 defesas à Preud Homme e faz esquecer com as mãos as más abordagens fora da baliza. Rafa sem João Félix perde a sua “liberdade” para aparecer na zona de finalização e tem de fazer de Joao Felix e de Rafa, é provável que marque metade dos golos do ano passado ou não? Isto pensando que os avançados do Benfica ainda vão marcar…Florentino/Gabriel Sim Florentino/Gedson Talvez Florentino/Samaris só para consumo interno Florentino/Taarbat só em casos de desespero 0-0 ao Tondela aos 80 min, nunca contra uma equipa dominante.
    Olá Romário Baró, Uribe, Marchesin e Diaz, estamos a construir uma equipa ganhadora, desejo que os Diogos centrais com tempo, cheguem ao nível competitivo de R.Dias/Ferro, para isso têm o treinador e adjunto certos para os formar, mas têm que querer em todos os treinos. Se calhar o “Kras”nodar foi um mal que veio por bem, como vocês tiveram em Portimão o ano passado. Vamos ver..próxima jornada o Minho tem a sua palavra..

  8. Maldini, uma questão que não percebi se foi exagero só na comunicação do post. Só deu mesmo Porto ou a estratégia que usou teve uma boa sequência no relvado. Achei que depois da entrada do Tarabt o Benfica esteve por cima até ao 2o golo, embora sem ocasiões.

    Era algo que estava completamente no controlo do Porto?
    E, tendo em conta que o 1o golo foi algo fortuito (mau corte num canto), seria provável que o 0-1 chegasse mesmo que esse golo não tivesse acontecido? Ou o 1o golo ajudou a ditar o sucesso de toda a estratégia no jogo?

    Obrigado

  9. Quando li o título, pensei que estivesses pronto a falar da exibição vergonhosa do Pepe. Mas não. O Pepe, afinal, esteve impérial. Eu imperiais são loiras e frescas.

    O Porto fez o que quis: jogo fechado, jogo físico e destruidor e bola para o Marega. O habitual. Como habitual foi a total ausência de controlo do superdragap Jorge Sousa. Veja-se o pormenor de requinte: o dito Pepe acaba o jogo sem amarelo (quando deveria ter levado 4) e os amarelados são os dois jogadores que saem para ser substituídos. Brilhante.

    Ora, com este jogo agressivo, demasiadas vezes violento, a parar todas as jogadas do Benfica, totalmente impune, meio caminho andado pada a vitória. Além da perda de tempo absolutamente vergonhosa. Absolutamente vergonhosa. O Benfica foi ganhar às Antas no ano passado e não fez nada disto.

    Onde falhou o Benfica? Pensou que estava ganho. Não faz estágio de concentração, lançou foguetes antes do jogo (literalmente), entrou de bicos dos pés. Esqueceu que o Porto é isto: o jogo da vida é o da Luz. Faz disto uma guerra. Quando Lage perceber isso (como o Rui percebeu enfim, ver jogo do ao passado) e acrescentar essa capacidade bélica anti-espuma-raivosa-azul-e-branca, o jogo deixará de ser jogo, mas parar os cavalos de corrida será mais fácil.

    Romário Baró: ninguém falou dele, mas é o melhor jogador do Porto. E não se enquadra no que referi acima, foi o único que tentou jogar e ser leal e fez um jogo muito bom.

    • “Onde falhou o Benfica? Pensou que estava ganho. Não faz estágio de concentração, lançou foguetes antes do jogo (literalmente), entrou de bicos dos pés”.

      Sim, pá, foi mesmo só isso. Foi só mesmo uma questão de atitude e compromisso. Por mim, continuem convencidos que têm uma equipa repleta de foras-de-série e treinados pelo Guardiola do Sado.

  10. Não entendo como não se refere a falta de entrosamento do rdt/sferovic com a equipa.. Para quê possuir dois avançados na mesma zona, sem mobilidade, sem profundidade, sem ligar e segurar no miolo e sem criar zonas de desmarcação entre os centrais/laterais?!?!… Por outro lado em 4/4/2, dois avançados abertos, a segurar toda uma linha defensiva é sempre uma solução para levar a bola para longe da area, segurar o jogo e criar buracos na zona defensiva adversaria. S.conceição copiou o modelo com o qual têm tido bons resultados contra o benfica e contra o grimaldo… .. Outra palavra para a dulpa tino/samaris.. Entendo que nestes jogos grandes um 6 deve ter posse de bola e definição, além de só cortar e entregar. Acho que o 6 deveria ser o samaris em vez do tino… Por ultimo destaco os dois laterais, em como não souberam ter bola e criar desequilibro no ataque e a defender o grimaldo ser péssimo, principalmente quando apanha jogadores tecnico fisicos…. Do lado do Porto os seus sócios que analisem e saiam do casulo do medo.

  11. Foculporto competente em organização defensiva. Inteligente na forma como senpre convidou o benfica a jogar por fora, até porque ciente da capacidade criativa da sociedade Rafizzi no jogo interior. O benfica até tinha boas intenções, mas foi sempre muito precipitado e passivo na reacção à perda. Jogo medíocre da equipa de Lage. Porto foi superior, mas também não fez um grande jogo, como muitos defendem. Não concordo que Adel tenha sido o melhor do slb. Foi claramente melhor que Samaris, mas não trouxe nada de especial. O melhor do Slb foi Odysseas. Bem até no controle da profundidade (excepção seja feita a um lance em que RD fazia cobertura). Pepe imperial? Recorreu a faltas para travar Rafa. Não fosse a dualidade de critérios do árbitro, Benfica ganhava muitos livres à entrada da área portista e talvez Pepe não chegasse aos 90. Também Florentino escapou a um amarelo.

  12. Boa tarde Maldini.

    Uma coisa que notei imenso neste jogo, como adepto do Benfica, foi a dificuldade dos médios e avançados do Benfica em receber a bola de costas para a baliza quando em zonas centrais, devido à pressão e tentativa de antecipação por parte da turma de Conceição. Porque é que isto foi o primeiro jogo da era Lage em que isto surgiu tão nitidamente, e como podemos evitar perdas de bola por aproximação de jogadores adversários pelas costas quando se recebe a bola de costas para a baliza?

    Obrigado!

  13. Já o tinha escrito noutro post e volto a escrever, a jogar com seferovic não se pode ir longe. Fala se de Marega mas aquela lance que falha de golo isolado o suíço e bem mais fácil de marcar por estar próximo da baliza e enquadrado do que o lance do Marega antes do seu primeiro golo. Mas como diria o outro são “pormaiores”, o Benfica perdeu e perdeu bem se existiu agressividade do porto o Benfica que subisse a sua o que não se pode ter e jogadores como rafa a abusarem na condução contra 4 adversários ou ter se um pizzi a não fechar o flanco. Não sou especialista e apenas vi o jogo uma vez mas a ideia que tive em várias jogadas foi o passe sempre q ir pro grimaldo (que teve péssimo no capítulo do passe) quando na direita várias vezes o Nuno Tavares e estava projectado sem marcação.
    Concordo com a análise do maldini, é incrível tarabat com bola nos pés e mesmo a defender apesar de não ser a seu forte viu se mais que pizzi… penso que esta derrota (mais que justa) vai permitir a equipa que cresça.
    Só um último apontamento, o jogo de ontem serve para explicar a muitos o porque do Benfica querer (ou queria até ontem e eventualmente hj volta a querer?) um guarda redes com outro perfil, pra jogar com a defesa subida não se pode ter um guarda redes que hesita e raramente sai da pequena área …
    Abc

  14. Uma boa análise. O Bruno Lage também fez uma análise quente ao jogo, mas falou sempre da construção de jogo do SLB, e nunca se referiu ao momento defensivo. Creio que foi aí que o Benfica começou a perder o jogo e a ficar ansioso. Quando defendia, a equipa do Sérgio Conceição jogava com o G.Redes e puxava os avançados do Benfica para si, abrindo espaço entre as linhas e desgastando os avançados encarnados (sef, rdt,Pizzi Rafa).
    Não percebi porque o Benfica insistiu durante todo o jogo em fazer pressão alta, a maioria das vezes de modo totalmente desorganizado?
    Obrigado.

  15. Parabéns ao Porto, que foi um vencedor justo.
    Nos jogos em que o Porto perde pontos, e que se veja claramente a equipa contrária a queimar tempo, o Sérgio Conceição vem criticar esse tipo de jogo e que só vem empobrecer o futebol português. Quanto ao jogo de Sábado não sei o que terá ele a dizer…Desde o momento que faz o 1-0, só se via era queimas de tempo.
    Quanto ao Pepe, não percebo como dizem que esteve a um nível tremendo…Isto foi um jogo de futebol e não uma partida de UFC.
    Continua a ser um jogador vergonhoso, que sistematicamente procura o contato com força excessiva. Não vale a pena falar na quantidade de amarelos que ele levaria se o árbitro fosse imparcial nestes lances, mas fica na retina um lance que ele salta com o Odysseas e que na repetição se vê claramente a tentativa de agressão.
    É apenas a minha sincera opinião…
    RDT sem convencer, Grimaldo só sabe atacar, Seferovic precisa de 20 lances para marcar um golo.

  16. Quando se defende o espetáculo e se tem um candidato ao título fazer anti jogo desde o minuto 1… Depois queixamo_nos da pouca intensidade.

    Quando temos um treinador, Sérgio Conceição, cuspir_se todo quando os outros fazem anti jogo e a equipa dele fazer o que fez na Luz e não ser confrontado por ninguém… Depois queixamo_nos do que rodeia o nosso futebol.

    Quanto ao resto, Sérgio Conceição 2 Bruno Lage 0

  17. O Vieira que comece mas é a procurar outro treinador que este já mostrou que nao percebe nada disto. Ainda se o futebol fosse geometria, talvez. Só um idiota chapado (desculpem lá a frontalidade) vê um 10 no RDT. Eu fiquei de boca aberta quando o ouvi dizer que tinha observado 8 jogos dele _ esbanjam 20M e só vê 8 jogos? – para ver como se ligava com os colegas e deve ter visto alguma coisa que nunca ninguem terá visto. Cenas de treinadores, que como já é sabido, são quem mais estraga o futebol. Então quando se pôem com ideias , ui ui, sai de baixo. Como 9 até pode ter algumas caracteristicas interessantes, tem tecnica, recebe bem de costas, livra-se muitaa vezes do defesa e da a bola jogavel. Como 10 é uma nulidade, o que não é de admirar, já que no ano passado só teve uma assistencia. Portanto, o homem ainda não conseguiu ver uma coisa que já todo o Portugal viu: Esta dupla de atacantes não cria uma situação de golo desde o primeiro jogo da pré-epoca. O Suiço é mais um defesa central a jogar pelos aversários.
    Enquanto lá tinha o génio do Felix até o tronco com olhos marcava golos, como é obvio, juntando-lhe o Rafa em grande forma e o Pizzi, mais o Gabriel, e dava para tudo. Saiu o Félix, ficaram as ideias do treinador.
    Boas exibiçôes da parte do Benfica foram as do Vlachodimos, do Florentino (não fossem estes dois e levávamos 5), do Rafa (que não pode resolver sozinho contra 6) e do Taraabt quando entrou (é um tratado este homem).
    O Grimaldo foi miseravel, não acertou uma unica. O puto do lado contrario não tem culpa nenhuma, coitado. O Pizzi enfim. O Samaris é curtinho. Os centrais tambem não têm culpa e no ano passado deram bem para os avançados do Porto.
    Quando voltou do intervalo com os mesmos dois avançados devia ter levado logo ali com um pau nas costas, para ir gozar com o paizinho dele. Quando tirou o Florentino (talvez para agradar às bancadas, o covarde!) deviam-lhe ter feito o funeral ali mesmo (metaforicamente falando).
    Ter deixado o Jota na bancada devia dar direito a indemnizar os benfiquistas.
    Rua com este gajo!
    Uma nota final para o psicopata pepe. ter ficado em campo depois da entrada sobre o Vlachodimos revela bem do cinismo e hipocrisia existentes neste cantinho da Europa. Tivesse o Gabriel em campo e era expulso por soprar no adversario.

    • Ha uma aplicacao na google app store (e presumo que existirá para iOS tambem mas nao posso garantir) que verifica se o utilizador está sóbrio o suficiente para mandar mensagens de texto á ex-namorada.

      Sugiro que a instales e uses sempre que te apeteca fazer comentarios online em geral mas com especial atencao sempre que queiras comentar futebol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*