Regista – “I Think Therefore I Play”

No futebol Italiano, existe uma posição dentro dos sistemas de jogo, há muito idolatrada. A Posição de Regista. Apelidado de ser um Futebol Defensivo, sobretudo porque as equipas italianas sempre privilegiaram a sua organização defensiva como base do sucesso colectivo, o papel de Regista(Itália) dota a equipa de qualidade na ligação de sectores. Estes jogadores oferecem uma segurança defensiva extraordinária, porque dificilmente perdem a bola, o que lhes dá uma notoriedade no passe, quer curto, quer longo. São eles quem marcam se o jogo da equipa deve acelerar ou pausar, são essencialmente antigos médios ofensivos, quase todos com apetência para desequilibrar em passe, ou atrair adversários para posteriormente jogar nas suas costas, quebrando linhas ou fazendo variações do centro de jogo que favorecem a circulação da sua equipa. Quase todos os registas também são mestres na bola parada, exemplos disso são: Xabi Alonso, Pirlo, Pjanic e Brozovic.

São destes ultimos dois jogadores que vamos falar, porque nesta Epoca 19/20, vemos a Juventus e Inter Milão, a utilizarem marcadamente este papel de Regista. Pjanic de há uns anos para cá, foi recuando com Allegri, hoje é possivelmente o médio mais criativo da Juventus, e o que joga mais recuado também, é um exemplo de como o treinador quer uma construção de jogo com enorme dimensão qualitativa, sobretudo no processo de organização ofensiva e transição ofensiva, onde pode tirar mais valia da qualidade do passe do Regista.

Brozovic por seu lado, é o primeiro ano que o vemos tão marcadamente neste papel(Spalleti já tinha utilizado algumas vezes), têm as caracteristas perfeitas para o fazer, joga curto e longo com uma qualidade extraordinária, é um dos primeiros jogadores a participar  na construção da equipa, e pelo que temos visto, ainda vai crescer muito com Conte, e o Inter Milão, parece ser um candidato ao título, não por ter recuado Brozovic, mas porque tem um papel fundamental no sector médio da equipa milanesa.

Reparamos que os dois mais fortes candidatos ao “Scudetto” este ano apresentam dois jogadores com caracteristicas idênticas,  o que nos leva a pensar que o futebol italiano, continua acreditar que o Regista é fundamental para o sucesso das suas equipas, e faz parte cultural da identidade de jogo italiana.

“Your classic midfielder looks downfield and sees the forwards. I’ll focus instead on the space between me and them where I can work the ball through. It’s more a question of geometry than tactics. The space seems bigger to me. It looks easier to get in behind – a wall that can easily be knocked down.”

                                                                                         Andrea Pirlo

Sobre Zanetti 20 artigos
Treinador De Futebol, com passagens por clubes do Campeonato de Portugal. Licenciatura em Ciências do Desporto.

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*