Geny Catamo, o menino que Amorim chamou

Moçambicano de dezanove anos é a grande surpresa do estágio de pré temporada do Sporting de Rúben Amorim.

Saltar etapas ou ter uma ascensão meteórica não é propriamente uma novidade na carreira do talentoso canhoto do Sporting. No final de Março de 2019 estreou-se em solo português com a camisola do Amora, e três jogos volvidos já o Bruno Fidalgo o referenciava entre os autores deste espaço como um jogador que tinha de ser seguido.

Não tardou a despoletar um duelo Sporting vs FC Porto pela contratação dos seus préstimos. Chega ao Sporting e num instante integra o estágio da equipa principal.

Canhoto, uma irreverência tremenda à qual alia destreza, habilidade motora e técnica, capacidade para jogar em espaços curtos e execução veloz, eficaz e eficiente, Geny embora recém chegado às lides do leão remete-nos para os extremos que outrora eram formados na Academia.

Pela qualidade do seu drible, pela velocidade da sua finta e simulação. E ainda com um acerto em situação de finalização bastante apreciável.

No modelo de Rúben Amorim será alternativa na posição interior de Avançado, responsável por defender o corredor lateral quando linha média passa a quatro elementos. Veloz e tenaz se encontrar situações de Transição Ofensiva para transformar em Contra Ataque, tem o perfil de desequilibrador de Jovane e Plata, enquanto ainda sobram Nuno Santos e Pedro Gonçalves jogadores mais eficazes na última definição mas sem o “repentismo” do “drible” dos extremos. Cozinham-se hipóteses diversas para Amorim jogar com o seu Sporting.

Já és nosso Patrono? Já Somos 400 ❤️🧠⚽️
Por 1$ mês acesso a conteúdo exclusivo:

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*