Diário do CAN 2021, Dia 6: Grupo B e C

Grupo B, Jornada nº 2

Duelo entre duas equipas que venceram os seus primeiros jogos e aqui decidia-se o líder do grupo B. Ambos os Treinadores efetuaram 3 alterações face ao primeiro jogo, do lado do Senegal saiu do 11 titular Ballo-Toure, Idrissa Gueye e Keita Balde, entrando para os seus lugares, Saliou Ciss, Mamadou Loum e Mame Thiam. Do lado da Guiné Conacri saíram Aguibou Camara, Mamadou Kane e José Kanté, para os seus lugares entraram Ilaix Moriba, Ibrahima Cissé e Morgan Guilavogui.

Uma primeira parte muito dividida, com a Guiné Conacri ousada, com algumas situações de finalização que poderia ter feito com que os homens vestidos de encarnado fossem para o intervalo a vencer. A primeira oportunidade surgiu mesmo para Ilaix Moriba que acabou por rematar para fora. A grande oportunidade da primeira parte surgiu logo a seguir de um contra-ataque em que Ilaix Moriba assistiu Morgan Guilavogui que rematou para defesa do guarda-redes senegalês. Ao longo da primeira parte, o Senegal foi-se aproximando da baliza adversária, sobretudo com recurso a bolas paradas.

Grande oportunidade do Diallo (Senegal) no início da segunda parte. Segunda parte com maior dinâmica por parte da equipa dos Leões de Teranga, que subiu mais as suas linhas, tendo maior afinco na procura do primeiro golo da partida. Sem grandes ocasiões na segunda parte, o Senegal foi mesmo a equipa que mais assumiu o jogo, mas sem criar grande perigo.

Mamadou Loum (Ex-FC Porto) foi titular pelo Senegal, enquanto que Badara (Vitória FC) não entrou na ficha de jogo. Do lado da Guiné Conacri, Morlaye Sylla (Ex-FC Arouca) entrou nos últimos instantes do jogo.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

Os rivais da COSAFA procuravam a sua primeira vitória depois de ambos terem perdido na primeira jornada do Grupo B.

Stanley Sanudi, do Malawi, teve uma oportunidade inicial de colocar os Flames à frente, mas seu remate de pé direito de um ângulo difícil errou o alvo após o cruzamento de Richard Mbulu (Ex-Sanjoanense). Tratou-se de uma primeira parte bem animada, com algumas oportunidades em ambas as balizas. O treinador do Malawi, Meck Mwase, foi forçado a fazer uma mudança precoce, colocando em jogo Lawrence Chaziya para substituir o lesionado, Limbikani Mzava. O Zimbabwe acabou por abrir o marcador momentos antes do final da primeira parte, com Ishmael Wadi cabeceando após um cruzamento de Onismor Bhasera. Mas a vantagem não durou muito, pois Gabadinho Mhango marcou logo de seguida o golo do empate.

A segunda parte começou como a primeira, com muita intensidade ofensiva. O Malawi quase se adiantou na frente do marcador com Francisco Madinga ao rematar à trave pela segunda vez no jogo. Com naturalidade, o Malawi assumiu a liderança com Gabadinho Mhango a bisar com mais uma bela finalização na área. O jogador do Orlando Pirates, depois de um grande sprint, calmamente picou a bola sobre o guarda-redes, Petros Mhari. O Treinador do Zimbabwe, Norman Mapeza, na tentativa de conseguir o golo do empate, fez entrar o Admiral Muskwe para substituir o capitão Knowledge Musona.

O Malawi garantiu três pontos antes do último jogo do grupo contra o Senegal, na terça-feira em Bafoussam. O Zimbabwe enfrenta a Guiné Conacri em Yaoundé.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

FlashScore.pt

Grupo C, Jornada nº 2

Selim Amallah e Zakaria Aboukhlal marcaram para garantir a vitória de Marrocos por 2 a 0 sobre Comores no Grupo C. Uma equipa brava, mas que não conseguiu fazer frente a uma equipa de Marrocos que demonstrou a sua natural superioridade, num jogo em que Comores não conseguiu uma fazer um único remate enquadrado com a baliza.

O médio Amallah inaugurou o marcador aos 16 minutos com belo remate à baliza de Salime Boina, vindo de trás, encostou para para o fundo das redes. O central Nayef Aguerd ainda teve uma excelente oportunidade de aumentar a vantagem, com um cabeceamento forte à trave após um canto.

A segunda parte foi mais do mesmo, com Marrocos a gerir e a controlar o jogo da melhor maneira possível. Boina ainda defendeu um pénalti de Youssef En-Nesyri, mantendo sua equipa em jogo antes do recém-entrado, Zakaria Aboukhlal garantir a vitória com um golo nos descontos, fazendo dessa forma com que a sua equipa se qualificasse para a fase seguinte.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

Ngowet Allevinah marcou o golo do empate perto do final do jogo e deu ao Gabão um importante empate por 1 a 1 contra o Gana, em Yaoundé. Os Black Stars entraram na partida depois de uma derrota por 1 a 0 diante de Marrocos. Os ex-campeões inauguraram o marcador através do capitão Andre Ayew antes de Ngowet Allevinah empatar para o Gabão.

O capitão Andre Ayew colocou o Gana em vantagem com um remate fantástico aos 19 minutos, para reavivar as esperanças de avançar para a fase a eliminar. De costas para a baliza, Ayew desviou-se habilmente de Anthony Henri, do Gabão, para fazer o golo. Ainda sem a sua estrela Aubameyang, o Gabão continuou a procurar espaços na grande área adversária, mas os problemas iam sendo resolvidos pela defesa ganesa.

O Gabão começou melhor a segunda parte com várias aberturas contra os ganeses que tentaram manter a posse de bola. Junior Akue cabeceou por cima da baliza do Gana antes de Baba Rahman desviar o remate de Bouanga aos 55 minutos. Ainda antes de o Gabão chegar ao golo do empate, os Black Stars viram Daniel Amartey cabecear ao lado a 15 minutos do final, o que poderia fechar o jogo, mas os Panthers chegaram ao empate, com o suplente Ngowet Allevinah a rematar rasteiro, com a bola a ultrapassar o guarda-redes, aumentando assim suas esperanças em conseguir uma vaga nos oitavos de final.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

FlashScore.pt

Sobre Zidane 19 artigos
André Azevedo. Treinador de Futebol (UEFA B). Licenciado em Educação Física. Mestre em Ciências do Desporto (Especialização em Alto Rendimento). Experiência como Treinador-Adjunto e Principal de escalões de Formação, assim como Analista, Preparador Físico e Treinador-Adjunto no Futebol Sénior em contextos como CD Tondela, FC Paços de Ferreira e Seleção Nacional de Moçambique, respectivamente.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*