Matheus Reis: A importância de um 10 a Central.

Matheus Reis tem sido um dos destaques não só do Sporting como da Liga Bwin. Um jogador que já jogou como Nº10, como ala esquerdo acaba a jogar como central pela esquerda no sistema de Rúben Amorim.

Se é certo que a nível de jogo aéreo Feddal leva vantagem, também é certo que essa é única área em que ganha de caras a Matheus Reis. Uma época e meia no Sporting a procurar o seu espaço acabou por dar frutos e é hoje peça essencial nos leões criando até alguma dependência (quando passa a ala, a equipa sente mais dificuldade a sair).

Mas, o que oferece afinal Matheus Reis?

O jogador brasileiro que irá fazer 27 anos em Fevereiro, tem todo um conforto com bola no pé. É um jogador que quer seja com espaço, quer seja com os adversários a jogar em pressão alta acaba por sair com qualidade e com bola controlada. Tem uma preocupação muito interessante e que nem sempre se encontra na nossa liga… Várias são as vezes que corta os lances mas não de forma a meter a bola fora, ao invés disso, Matheus procura que entregar jogável o que muita vez permite lançar transições mortíferas devido ao adversário estar balanceado no ataque.

Se lhe derem espaço como teve contra o Portimonense, não se envergonha e consegue fazer várias incursões que desiquilibram as linhas de pressão e consequentemente as marcações. Consegue atrair e soltar no momento certo, qual Nº10.

Se o adversário optar por pressionar mais alto, Matheus é um jogador cauteloso que procura jogar com menos risco mas sempre de forma inteligente, procurando tabelas que lhe permitam avançar no terreno.

Já no momento defensivo tem apresentado bons níveis de concentração procurando nunca perder de vista adversários que possam entrar nas suas costas. Controla bem a profundidade e mede bem os tempos de saída no portador.

Num Sporting que tantos golos faz em transições que deixam os adversários em dificuldades, Matheus acaba por ser preponderante. Se na época passada, Gonçalo Inácio brilhava por ser o central com mais qualidade com bola, esta época, ter Inácio de um lado e Reis do outro, dá um sem número de soluções a uma equipa que gosta de tratar bem a bola.

Sobre EdgarDavids 59 artigos
Analista de Desempenho Coletivo e Individual & Técnico de Exercício Físico.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*