Nélson Oliveira e Rodrigo convocados.

white corner field line on artificial green grass of soccer field
“Apesar de também poder jogar nas alas, Rodrigo é um avançado-centro nato, muito completo… velocidade, técnica e remate” . Luis Milla, seleccionador dos sub21 de Espanha.
Rodrigo é o protótipo do avançado moderno. Muito capaz na movimentação, não raras vezes explora a preceito a profundidade nas costas das defensivas adversárias. A sua boa técnica confere-lhe também uma boa capacidade na forma como serve de apoio frontal, garantindo qualidade ao seu jogo em todos os momentos. É o típico avançado que sabe ligar-se à equipa, e ao mesmo tempo garante qualidade no momento de atacar as zonas de finalização. As suas qualidades individuais são francamente boas, e ter crescido no seio da Real Federação Espanhola garantiu-lhe um entendimento perfeito sobre o que é o jogo. Será, seguramente, um jogador importante ao longo da próxima década.
Nélson tinha dezasseis anos quando foi chamado pela primeira vez aos seniores do SL Benfica. Quem foi acompanhando o seu percurso sabe que desde sempre se esperou algo de importante do avançado português. O Mundial sub 20 na Colômbia, apenas lhe trouxe a notoriedade que o seu talento faz por merecer, porque a qualidade sempre lá esteve. Oliveira tem mil e uma soluções para chegar à finalização. E sempre que o faz, parece que a bola leva carimbo de qualidade. Seja com o pé direito, com o esquerdo, com a cabeça, dentro ou fora da área. É um finalizador de excelência, com a vantagem de não deixar o seu jogar esgotar-se nesse momento. Nélson é tecnicamente um jogador bem interessante, e fisicamente muito forte. É a grande esperança nacional para termos um ponta de lança de nível mundial.
Muito curioso o facto de dois dos melhores avançados sub 20 do futebol mundial, serem morfologicamente diferentes, e apresentarem também características díspares. Coabitarem o mesmo balneário é também algo pouco comum, até pela diferente nacionalidade.
Saiba o Benfica potenciar tamanho talento, e haverá golos a rodos no Estádio da Luz. Pelo menos enquanto por Portugal estiverem.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3380 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*